Neto, enfim, em paz com José Aparecido

Doze anos depois da humilhação de levar um cusparada no rosto de Neto, num clássico entre Corinthians e Palmeiras, no Morumbi, o ex-árbitro José Aparecido de Oliveira pôde enfim aceitar o pedido de desculpas do ex-meia corintiano. O encontro foi emocionante na segunda-feira à noite, no programa Estação Futebol, pela Rede Vida.A produção da emissora conseguiu esconder a presença de Aparecido até o fim do programa. Neto foi a atração principal do segundo bloco. Falou sobre sua carreira como jogador, comentou a rodada do Campeonato Brasileiro, contou detalhes sobre o seu recente pedido de demissão como gerente de Futebol do Guarani, e claro, lembrou da cusparada no rosto de Aparecido. ?Aquilo foi uma coisa nojenta. O que fiz para ele foi uma atitude imbecil. Até hoje me envergonho disso. Já pedi desculpas para Deus. Mas nunca tive a chance de olhar na cara dele e dizer: ?Me desculpe, Aparecido?. Só num jogo no Maracanã que ele apitou eu falei qualquer coisa nesse sentido, mas nem sei se me perdoou.?Deu para sentir que Neto falava com o coração. Isso ficou evidente quando mencionou a filha Luíza e a mulher Fernanda, do segundo casamento. ?Às vezes, quando olho para elas, fico pensando onde estava com a cabeça quando fiz aquilo. Hoje sou outro homem: parei de beber há dois anos e há cinco meses não fumo. Sou um bom filho, um bom pai, um bom marido. Acho que mereço não carregar aquele ato para o resto da vida.?Abraço - Escondido numa sala da emissora, José Aparecido acompanhava o programa por um monitor. Emocionou-se com as palavras de Neto. ?O Neto sempre foi um cara muito sincero. É do tipo que fala o que pensa, doa a quem doer. Acabou pagando caro por isso. Mas é gente boa, de bom coração. Dá para perceber isso.?O encontro entre eles ficou para o fim do segundo bloco. Edgard Soares, apresentador do programa, sugeriu a Neto a chance de um encontro com Aparecido no programa seguinte, na segunda-feira seguinte. O ex-jogador aceitou e disse que aproveitaria a chance para se desculpar pessoalmente com o ex-árbitro. Então, Neto levou um choque. ?Você vai poder se desculpar agora, porque o José Aparecido está aqui.? Os dois se abraçaram sob os aplausos da platéia.O abraço foi longo. Neto se emocionou. Mal conseguia falar. José Aparecido percebeu e tomou a iniciativa: ?O que o Neto fez no passado foi uma coisa impensada. Já passou. Se ele já pediu perdão a Deus, está perdoado. Não precisa do meu perdão.?Um novo abraço selou a paz. Neto e Aparecido participaram do terceiro bloco ao lado de Zinho, campeão brasileiro pelo Cruzeiro. Zinho também viu o encontro dos bastidores: ?Foi lindo.? O programa já tinha terminado quando Neto caiu em si. ?Enfim vou conseguir dormir em paz. O que aconteceu hoje, aqui, foi melhor que um gol.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.