Saeed Kahn/AFP Photo
Saeed Kahn/AFP Photo

Neuer vê eliminação como merecida e avisa que pretende seguir na seleção alemã

'Não sei o que aconteceu. Temos que assumir a responsabilidade', declarou o goleiro

Estadão Conteúdo

28 Junho 2018 | 06h46

O goleiro e capitão da seleção alemã, Manuel Neuer, disse ainda não saber os motivos pelo fraco futebol apresentado na Copa do Mundo da Rússia e a consequente precoce eliminação na primeira fase. No entanto, admitiu que a derrota por 2 a 0 para a Coreia do Sul na quarta-feira em Kazan foi justa.

+ Com desgaste muscular, William Carvalho é poupado de treino da seleção portuguesa

+ Jornal alemão reedita manchete do 7 a 1 para destacar queda de sua seleção

+ Vitória argentina evidencia que Sampaoli se tornou figura decorativa

"Não sei o que aconteceu. Temos que assumir a responsabilidade. Erramos e nos equivocamos todos juntos", disse ao site da Federação Alemã de Futebol (DFB, na sigla em alemão). "Temos que analisar o que aconteceu, mas é preciso dizer claramente que não merecemos passar. Em nenhuma das três partidas se viu realmente a equipe alemã em campo, aquela que demonstrava respeito", prosseguiu.

Na opinião do goleiro, a Alemanha fez três jogos ruins - perdeu para o México por 1 a 0 na estreia, venceu a Suécia por 2 a 1 e depois caiu diante da Coreia do Sul. "Um time que vence a Suécia nos acréscimos e nos outros dois jogos não se cria nenhuma oportunidade de marcar, não coloca pressão nos adversários, então não merece jogar a fase eliminatória da competição."

Neuer chegou a ter a presença na Copa do Mundo ameaçada. O goleiro de 32 anos sofreu uma grave fratura no pé esquerdo em setembro do ano passado e foi convocado para o Mundial sem ter feito uma partida sequer desde então. A sua volta aconteceu nos amistosos preparatórios para o Mundial. Em 2 de junho, o time alemão já dava sinais de que as coisas não iam bem e perdeu para a Áustria por 2 a 1.

 

"Chegamos motivados. Queríamos dar tudo em campo. Trabalhamos duro para isso. Nunca tinha acontecido comigo de estar em uma equipe alemã e ser eliminado na fase de grupos", afirmou o goleiro titular na conquista da Copa de 2014.

Apesar do fracasso na Rússia e de uma provável renovação da Alemanha de olho no próximo Mundial, Neuer disse que não pensa, por enquanto, em se aposentar da seleção de seu país. "Não quero parar", avisou. "Sempre tentei assumir a responsabilidade. Tentei sempre manter a união entre todos, motivá-los em campo, nos treinamentos... Somos todos responsáveis por isso", finalizou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.