Neville diz que qualidade do elenco o convenceu a ser técnico do Valencia

Um dos grandes símbolos da história do Manchester United, o ex-lateral Gary Neville terá sua primeira oportunidade como técnico longe da Inglaterra. Ele aceitou uma proposta do Valencia para comandar a equipe espanhola nesta temporada. Nesta quinta-feira, o mais novo treinador foi apresentado em seu novo clube e explicou os motivos que o levaram a encarar este desafio.

Estadão Conteúdo

03 de dezembro de 2015 | 17h37

"Me ofereceram empregos no futebol nos últimos quatro ou cinco anos, mas o momento nunca parecia apropriado", disse. "Mas quando recebi a ligação domingo à noite, pensei: ''Que equipe, que oportunidade, que desafio!''. Após falar na tevê sobre outros técnicos, chegou o meu momento de me colocar de pé. Esta é uma equipe maravilhosa. Se tivesse recusado a proposta, daria adeus à minha credibilidade."

De fato, o Valencia conta com um bom elenco, com nomes como Diego Alves, o alemão campeão da Copa de 2014 Mustafi, Feghouli, Enzo Pérez, Negredo e Alcácer. Mas os maus resultados recentes e a nona colocação na tabela selaram a demissão do antecessor de Gary Neville, Nuno Espírito Santo.

Para revolucionar a equipe, a diretoria foi atrás de Neville, que estava atuando como comentarista. O inglês, aliás, foi sincero e admitiu que questionaria sua própria contratação se ainda estivesse atuando na antiga profissão. "Como observador neutro, eu questionaria. Me mostraria cético até que me provassem o contrário, por isso entendo que tenho que provar aos torcedores do Valencia e, mais importante, aos jogadores."

Para ajudá-lo na nova tarefa, Gary Neville contará com seu irmão, o também ex-jogador Phil Neville, que já trabalhava no Valencia como assistente. "Se Phil não estivesse aqui, eu ia querer que estivesse. Ele é diligente, trabalhador e talentoso", disse Gary.

Ex-lateral do Manchester United, Neville defendeu o clube por 20 anos e se tornou uma lenda do time, no qual ele atuou em 602 partidas entre 1991 e 2011, quando se aposentou. Neste longo período, ele acumulou 22 títulos com a camisa da equipe, sendo dois deles da Liga dos Campeões, um do Mundial de Clubes da Fifa e oito do Campeonato Inglês.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolValenciaGary Neville

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.