Neville será investigado por gesto obsceno para Tevez

A Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) anunciou nesta quarta-feira que vai investigar Gary Neville, capitão do Manchester United, por, supostamente, ter feito um gesto obsceno para o argentino Tevez. A ação teria sido realizada durante a derrota da sua equipe por 2 a 1 para o Manchester City, em clássico válido pela Copa da Liga Inglesa, disputada na terça-feira.

AE, Agencia Estado

20 de janeiro de 2010 | 11h47

O gesto de Neville, que começou a partida no banco de reservas, foi feito quando ele estava se aquecendo na lateral do campo e Tevez converteu uma cobrança de pênalti. Durante a comemoração do argentino, o jogador do Manchester United lhe mostrou o dedo médio. A imagem, que não foi vista pela arbitragem durante o jogo, foi captada por uma câmera de TV.

O gesto de Neville pode ter sido uma resposta ao argentino. Na comemoração, Tevez teria apontado em direção ao defensor do Manchester United, dizendo que ele "fala demais". Anteriormente, Neville havia declarado que o técnico Alex Ferguson havia acertado ao decidir não contratar Tevez em definitivo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolNevilleTevezinvestigação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.