José Miguel Gomez/Reuters
José Miguel Gomez/Reuters

Ney Franco aposta no ataque do Brasil contra Portugal

Seleção portuguesa ainda não levou gol no Mundial Sub-20

AE, Agência Estado

18 de agosto de 2011 | 09h53

A seleção brasileira se classificou na noite de quarta-feira para a decisão do Mundial Sub-20, mas o técnico Ney Franco sabe que não há tempo para comemorar o triunfo por 2 a 0 sobre o México, em Pereira. O foco da equipe já é Portugal, adversário da final de sábado, às 22 horas (de Brasília), em Bogotá. O treinador acredita que o duelo será complicado, principalmente por conta do excelente desempenho defensivo da seleção portuguesa, que ainda não sofreu gols neste Mundial Sub-20, mas aposta na força do ataque do Brasil, que já fez 15 gols no torneio.

"A final terá um gostinho "português". Sabemos que Portugal é muito forte na defesa, que o [goleiro] Mika ainda não sofreu nenhum gol, mas do nosso lado temos atacantes de grande qualidade. É promessa de um belo confronto de estilos opostos. Estudamos bem os nossos adversários, mas sei que será um jogo duro, como foram as partidas diante do México e da Espanha", disse Ney Franco.

Diante do México, o Brasil teve maior controle da posse de bola no primeiro tempo, mas não conseguiu penetrar na defesa adversária, arriscando muitos chutes de longa distância. Na etapa final, o treinador promoveu as entradas de Dudu, Allan e Negueba, a seleção melhorou o seu desempenho e conquistou a classificação para a final. Ney Franco exaltou a estratégia adotada diante dos mexicanos e as trocas feitas no segundo tempo.

"A estratégia que adotamos desde o início da competição funcionou muito bem mais uma vez hoje: um primeiro tempo com uma atuação mais física para cansar o adversário e um segundo tempo com um jogo de mais velocidade e técnica para liquidar a partida. A gente vem preparando essa estratégia há muito tempo, é por isso que jogadores como o Allan, o Dudu e o Negueba, que são titulares em potencial, muito técnicos e velozes, começam no banco. Sabíamos que os mexicanos eram muito fortes na marcação, e também precisávamos agir assim para não deixar nenhum espaço", disse.

Os gols da vitória brasileira foram marcados pelo atacante Henrique, nos minutos finais do segundo tempo. Assim, Ney Franco destacou o bom preparo físico da seleção brasileira, que havia definido a sua classificação para as semifinais em duelo contra a Espanha que foi definido apenas na disputa de pênaltis. "A nossa preparação física foi ótima e quero agradecer à minha comissão técnica por isso", comentou.

No sábado, o Brasil disputará sua oitava final de Mundial Sub-20, indo em busca do seu quinto título para se aproximar da Argentina, que tem seis. Na edição passada, realizada em 2009, a seleção foi vice-campeã, perdendo para Gana na decisão. A final na Colômbia vai reeditar a decisão do Mundial de 1991, na qual o Brasil foi derrotado nos pênaltis por Portugal de Figo, Rui Costa e Abel Xavier.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMundial Sub-20BrasilNey Franco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.