Bruno Haddad/ Cruzeiro
Bruno Haddad/ Cruzeiro

Ney Franco assume e promete usar experiência para levar Cruzeiro de volta à elite

Demitido há três semanas no Goiás, o técnico substitui Enderson Moreira e diz que está 'realizando um sonho'

Redação, Estadao Conteudo

09 de setembro de 2020 | 17h56

Ney Franco assinou contrato, nesta quarta-feira, com o Cruzeiro até o fim de 2021. Demitido há três semanas no Goiás, o técnico substitui Enderson Moreira, que perdeu o cargo na terça-feira após o empate com o CRB, por 1 a 1, no Mineirão, na última segunda.

"É um desafio, um sonho que estou realizando de treinar o Cruzeiro. Tenho uma história dentro do clube, um trabalho feito na base durante dez anos, com muitos títulos conquistados e atletas revelados. Hoje estou efetivando um desejo mais do que profissional, mas também pessoal, um sonho afetivo, um sonho com muita responsabilidade", disse o treinador, que já conheceu o elenco e iniciou os trabalhos.

Ney Franco sabe como trabalhar na Série B, principal objetivo do clube mineiro no ano. Em seu currículo, o treinador, de 54 anos, possui um título com o Coritiba, em 2010, e um acesso com o Goiás, em 2018. "Quero repetir aqui no Cruzeiro o que fiz nas duas oportunidades que tive de disputar essa competição. O Coritiba começou a Série B com a punição de dez partidas sem poder atuar em seu estádio, tendo que jogar fora da cidade, em uma situação muito desgastante. Em 2018, pelo Goiás, pegamos o time na décima nona colocação, também na oitava rodada, conseguimos uma arrancada e garantimos o acesso. Quando somamos isso à minha motivação e à estrutura do clube, vejo uma perspectiva enorme de conseguirmos o objetivo de que o Cruzeiro esteja em 2021 disputando as principais competições do país novamente."

O treinador já vai comandar a equipe sexta-feira, quando o Cruzeiro recebe o Vitória, a partir das 21h30, no Mineirão, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. "Acho que não tem necessidade nenhuma de fazer minha apresentação hoje e ficar de fora da primeira partida. Quero liderar a equipe na sexta-feira para adiantar um pouco do meu trabalho, participar de um jogo e vivenciar o vestiário com os atletas, tanto na palestra pré-jogo como no intervalo. Quero adiantar esse trabalho o mais rápido possível para que a gente possa começar uma carreira vitoriosa dentro do Cruzeiro."

Ney Franco sabe que o momento do clube é conturbado. Sem vencer há seis jogos, sendo cinco pela Série B, o Cruzeiro tem cinco pontos e está na beira da zona de rebaixamento. "Primeiramente precisamos ter a consciência de que estamos disputando uma competição extremamente difícil. Esse campeonato você não ganha ou fica entre os quatro primeiros apenas com o nome ou com a estrutura do clube", disse o técnico. "Se você não for a campo, não trabalhar, não se entregar diariamente, não vai ter sucesso. Temos um grupo com jogadores experientes, com atletas de base, e vamos montar uma equipe homogênea. Então queria passar para o nosso torcedor que hoje o Cruzeiro tem um profissional que entende o momento do clube e que também tem o desejo enorme de ver essa equipe na próxima temporada da Série A."

Ney Franco trabalhou também no Ipatinga, Flamengo, Athletico-PR, Botafogo, Coritiba, Vitória, Sport e Chapecoense e Goiás. Pelo São Paulo, foi o comandante do time campeão da Copa Sul-Americana, em 2012.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.