Ney Franco deixa Cortez e Lúcio no banco do São Paulo

Ney Franco confirmou nesta sexta-feira que vai manter a mesma base da partida passada na escalação do São Paulo para o duelo com o Bragantino, neste sábado, no Morumbi. Assim, manteve Carleto na lateral esquerda e deixou Cortez, recuperado de lesão, e Lúcio no banco de reservas.

AE, Agência Estado

22 de março de 2013 | 14h17

Fora dos últimos dois jogos da equipe, Cortez poderia fazer seu retorno neste fim de semana. Ele treinou normalmente nesta sexta e está à disposição do técnico Ney Franco. No entanto, seguirá como opção por causa das boas atuações de Carleto em sua ausência.

Lúcio vive situação semelhante. Barrado pelo treinador na rodada passada, na quarta-feira, o zagueiro perdeu espaço e também ficará como opção no banco. Assim, o treinador manterá Rafael Toloi e Edson Silva como dupla de zaga. Rodrigo Caio também vai permanecer no time, na lateral direita.

Ney Franco confirmou ainda a dupla Ganso e Jadson no meio-campo, mas não garantiu as demais posições do setor. Wellington, suspenso na rodada passada, Denilson e Maicon brigam por duas vagas no meio. No banco, o argentino Cañete, recuperado de entorse no tornozelo, é opção.

A vaga restante em aberto no time é no ataque. O treinador não anunciou quem formará dupla com Luis Fabiano. Wallyson e Aloísio estão na disputa. O São Paulo deve entrar em campo com Rogério Ceni; Rodrigo Caio, Rafael Toloi, Edson Silva e Carleto; Wellington (Denilson), Maicon, Jadson e Ganso; Wallyson (Aloísio) e Luis Fabiano.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCCarletoLúcio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.