José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Ney Franco diz que São Paulo está pressionado a vencer

Derrotado pelo Atlético-MG na estreia na chave, o São Paulo ainda não pontuou na competição

AE, Agência Estado

27 de fevereiro de 2013 | 15h44

O técnico Ney Franco admitiu nesta quarta-feira que a vitória do Atlético Mineiro por 5 a 2 sobre o Arsenal, na Argentina, na última terça, deixou o São Paulo mais pressionado para o duelo com o The Strongest, da Bolívia, nesta quinta-feira, no Estádio do Morumbi, pela segunda rodada do Grupo 3 da Copa Libertadores.

"A vitória do Atlético não foi uma surpresa. É um elenco bom, com jogadores que desequilibram. Mas uma coisa que começa a se desenhar é a classificação deles, então, mais do que nunca, temos a obrigação de vencer nossas partidas. As equipes estão somando pontos e não podemos ficar para trás", disse Ney.

Derrotado pelo Atlético-MG na estreia na chave, o São Paulo ainda não pontuou na competição. Enquanto isso, o time de Belo Horizonte está com seis pontos, três a mais do que o The Strongest. Por isso, Ney Franco reconheceu que um novo tropeço pode deixar a equipe sob risco de eliminação precoce na Libertadores.

"Em termos de Libertadores, é a nossa obrigação sim. Não podemos nos dar ao luxo de ter que ir buscar a vitória fora de casa. Temos condições para isso, mas o princípio básico para classificar é ganhar dentro de casa", comentou.

Além disso, Ney Franco garantiu que objetivo do São Paulo é se classificar para as oitavas de final da Libertadores na primeira colocação do Grupo 3. "Estamos trabalhando para vencer, se for 1 a 0 está suficiente. Temos o propósito de classificar em primeiro, mas o critério de saldo de gols poderá ser determinante. Então, seria interessante vencer por mais gols", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.