Ney Franco elogia formação ofensiva e estuda repeti-la

O talento ofensivo do São Paulo faz o time jogar sempre para frente. No elenco do técnico Ney Franco estão dois meias ofensivos e um atacante que estarão com a seleção brasileira no Superclássico das Américas, quarta, contra a Argentina. Quando Lucas, Luis Fabiano e Jadson estão juntos, a equipe normalmente joga bem. Neste sábado, o trio ganhou a companhia de Osvaldo e agradou o treinador.

AE, Agência Estado

16 de setembro de 2012 | 08h33

"Foi a primeira vez que eu tinha esses jogadores à disposição para começar o jogo. Em vários momentos pensei em montar a equipe com três homens no ataque, mas nunca foi possível. É uma forma de jogar que me agrada e, se for possível, posso usar esse formação novamente", disse Ney Franco após a vitória por 3 a 1 sobre a Portuguesa, neste sábado, no Morumbi.

Há quatro jogos Lucas e Luis Fabiano não jogavam juntos e foi justamente no reencontro deles que o São Paulo voltou a vencer após quatro partidas. A seleção não atrapalhará Lucas nas próximas rodadas e Luis Fabiano está zerado em cartões. Chance para Ney Franco acostumar a equipe a jogar para frente.

"É uma formação agressiva, mas a gente tem de sentir confiança e equilíbrio para utilizar no decorrer do campeonato. Contra a Portuguesa, além do gol, o Luis Fabiano contribuiu muito na parte tática, marcando os zagueiros adversários", completou Ney Franco.

A outra estrela tricolor está no extremo oposto do campo, Rogério Ceni. O capitão, vazado num dos poucos chutes a gol da Portuguesa, ainda espera o São Paulo crescendo. "No segundo tempo fomos melhores. Marcamos um pouco mais, o time se postou melhor. Tivemos posse de bola e, quando ficamos com dois gols na frente, jogamos com calma. Temos de melhorar para aspirar algo maior", ressaltou o goleiro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.