Ney Franco pede desculpas por comentário sobre Ganso

O técnico do São Paulo, Ney Franco, recuou após ser criticado pela diretoria do Santos e pelo técnico Muricy Ramalho. O treinador disse que já havia desenhado um esquema tático com o meia Paulo Henrique Ganso para a sua equipe. Após o clássico contra o Corinthians, no domingo, Ney pediu desculpas aos que se ofenderam.

DANIEL BATISTA, Agência Estado

27 de agosto de 2012 | 11h38

"Acho que (a declaração) foi mal interpretada, porque ela foi mal veiculada. Vi a entrevista do Muricy, que ele me elogiou e disse que tenho o currículo limpo. Agradeço as palavras e peço desculpas para ele e para o Santos. Em momento algum quis desrespeitar alguém", garantiu o treinador, que em seguida usou do bom humor para falar sobre o "campinho" desenhado com Ganso.

"Eu peguei o campinho, coloquei na gaveta e deixei bem guardadinho. Daqui três rodadas eu vou precisar dessas anotações para saber como pará-lo", disse, lembrando que São Paulo e Santos se enfrentam na quarta rodada do segundo turno do Campeonato Brasileiro, no dia 9 de setembro, na Vila Belmiro.

Ney Franco garante que após a repercussão negativa de suas declarações, o assunto Ganso virou coisa do passado. "Não vou mais falar sobre isso. O Jadson é o nosso camisa 10 e é ele que vai tentar manter o desempenho que teve contra o Corinthians. Da minha boca não sai mais nada sobre Ganso."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.