Robson Fernandjes/AE
Robson Fernandjes/AE

Neymar brilha, Santos vence, mas avança em segundo na Libertadores

A equipe venceu o Deportivo Táchira por 3 a 1 e ficou atrás do Cerro Porteño em seu grupo

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Agência Estado

20 de abril de 2011 | 21h33

SÃO PAULO - Com o Pacaembu lotado e grande atuação de Neymar e Danilo, o Santos venceu o Deportivo Táchira por 3 a 1 nesta quarta-feira, mas não ficou com a primeira colocação do grupo 5 da Copa Libertadores, avançando de fase em segundo. Isso porque no outro jogo da chave nesta noite, o Cerro Porteño saiu perdendo por 2 a 0 para o Colo Colo no Chile, virou para 3 a 2, e ficou com a liderança.

O Santos se garante como melhor segundo colocado da primeira fase e vai pegar nas oitavas de final o pior líder de grupo. Atualmente este posto é da LDU, mas vai ficar com América do México, Nacional do Uruguai ou Argentinos Juniors caso o time mexicano não vença os uruguaios logo mais.

Na primeira vez que teve todos os seus principais jogadores à disposição, Muricy Ramalho pôde contar com um cenário positivo: Pacaembu lotado, jogo decisivo, adversário frágil. Por isso, não foram necessários mais do que quatro minutos para o Santos abrir o placar. Léo deu o passe, Danilo fez o corta-luz inteligente e Neymar arriscou o chute. A bola bateu em Rouga, enganou o goleiro Sanhouse e entrou.

Na comemoração, Neymar fingiu usar uma máscara, circundando os olhos com os dedos. Clara referência ao ato que gerou sua expulsão do jogo contra o Colo Colo, há duas semanas. "Já que não pode usar uma de verdade a gente faz com os dedos", explicou na saída para o intervalo.

O domínio do Santos era claro, até porque o Táchira, já eliminado, não tinha grandes pretensões no jogo e pôde manter a estratégia de só jogar nos contra-ataques. Mesmo assim, os venezuelanos chegaram a levar perigo aos 12 minutos, em um chute de Herrera que exigiu bela defesa de Rafael. 

Logo no minuto seguinte o Santos fez o segundo. Jonathan recebeu pela direita da área, teve espaço para dominar, pensar, bater forte e marcar. A vantagem quase ficou ainda maior aos 26 minutos. Neymar recebeu na área, virou o corpo e tentou uma bicicleta. O movimento foi perfeito, mas o chute passou reto.

O começo do segundo tempo manteve o padrão do primeiro. Tanto que aos 11 minutos o Santos quase marcou. Jonathan recebeu de Neymar, chutou de primeira e exigiu a defesa de Sanhouse. O lateral pegou o rebote e cruzou rasteiro para o meio da área. Zé Eduardo, a um passo do gol, furou ridiculamente. Neymar empurrou para as redes, mas o lance estava parado por impedimento.

Logo depois, o Táchira cresceu. Aos 17, Moreno cabeceou livre na área, no ângulo, e Rafael salvou. Aos 24, Chacón cobrou falta também no ângulo - em lance parecido com o centésimo gol de Rogério Ceni - e desta vez não teve como o goleiro defender.

Pelo momento do jogo, parecia que o Táchira poderia chegar ao empate, mas Neymar tratou de responder. Três minutos depois, ele fez ótima jogada pela esquerda, driblou dois marcadores, entrou na área e deu o gol para Zé Eduardo, que furou. O centroavante ainda conseguiu recuperar a bola e rolar atrás para Danilo marcar o terceiro.

Santos - 3 - Rafael; Jonathan, Durval, Edu Dracena e Léo; Arouca, Danilo, Elano (Adriano) e Paulo Henrique Ganso (Pará); Neymar e Zé Eduardo (Maikon Leite). Técnico: Muricy Ramalho.

Deportivo Táchira - 1 - Sanhouse, Moreno, Zafra e Rouga; Chacón, Yéguez, Guerrero (Del Valle), Fernandéz e Hernandéz (Gutierrez); Pérez Greco (Parra) e Herrera. Técnico: Jorge Luis Pinto.

Gols - Neymar, aos 4, e Jonathan, aos 13 minutos do primeiro tempo; Chacón, aos 24, e Danilo, aos 27 minutos do segundo tempo. Árbitro - Nestor Pitana (ARG). Cartões amarelos - Rouga, Chacón, Fernandéz, Zafra, Yéguez. Renda - R$ 1.327.265,00. Público - 36.091 pagantes (37.701 presentes). Local - Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Veja também:

som ESTADÃO ESPN - Ouça os gols 1 x 0 l 2 x 0 l 2 x 1 l3 x 1

som ESTADÃO ESPN - "O que valeu foi a classificação", avalia Muricy

som ESTADÃO ESPN - Leonardo Bertozzi comenta a classificação do Santos

blog ANTERO GRECO -  Santos agora deve embalar na Taça Libertadores

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantosNeymarCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.