Charles Platiau / Reuters
Charles Platiau / Reuters

Neymar, Cavani e Mbappé se vingam do Guingamp em massacre do PSG por 9 a 0

Equipe havia sido eliminada pelo adversário da Copa da Liga Francesa há menos de duas semanas

Redação, Estadão Conteúdo

19 de janeiro de 2019 | 16h37

Com atuação de gala de Neymar, Cavani e Mbappé, o Paris Saint-Germain goleou por 9 a 0 e se vingou do Guingamp, neste sábado, no estádio Parque dos Príncipes, em Paris, pelo Campeonato Francês. Há 10 dias, a equipe parisiense enfrentou o mesmo adversário, naquela oportunidade pelas quartas de final da Copa da Liga França, mas foi derrotada por 2 a 1 e eliminada da competição.

O resultado amplia o impressionante domínio do Paris Saint-Germain no Campeonato Francês, pelo qual disputou 19 partidas, ganhou 17 e empatou duas. São 13 pontos de vantagem para o Lille, que está em segundo lugar no torneio e soma duas partidas a mais do que o líder da competição.

O primeiro tempo terminou "só" 3 a 0. Neymar fez o primeiro logo aos 10 minutos, placar que se manteve até os 36, quando Mbappé ampliou. O jovem atacante francês fez mais um, antes do intervalo, aos 45.

O jogo ganhou ares de massacre aos 13 minutos da etapa final, quando Cavani marcou o primeiro dele. O uruguaio fez mais um, aos 20, e Neymar ampliou quase que imediatamente depois, aos 22. Durante o segundo tempo, o técnico alemão Thomas Tuchel aproveitou a superioridade do Paris Saint-Germain para tirar dois defensores, Juan Bernat e Thiago Silva, para botar laterais ofensivos - Layvin Kurzawa e Thomas Meunier, respectivamente.

Cavani fez o sétimo aos 29, um minuto antes de o zagueiro brasileiro ser substituído. Aos 34, Mbappé marcou o oitavo gol e Meunier deu números finais ao jogo, aos 37. O Paris Saint-Germain seguiu rondando o campo de defesa do Guingamp, mas não conseguiu chegar ao 10 a 0 antes do apito final.

Daqui a oito dias, o Paris Saint-Germain vai voltar a campo pelo Campeonato Francês contra o Rennes, mais uma vez no estádio Parque dos Príncipes. Já o Guingamp, que está na lanterna do torneio com 14 pontos em 21 jogos, vai encarar o Reims, no próximo sábado, em casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.