Gastau Nacarino/Reuters<br>
Gastau Nacarino/Reuters

Neymar disputa Bola de Ouro 2014 com Messi, Ronaldo e outros vinte

Brasileiro aparece pela segunda vez na lista e agora tem a companhia do compatriota Diego Costa, que defende o Chelsea

O Estado de S. Paulo

28 de outubro de 2014 | 07h24

A Fifa, em parceria com a revista France Football anunciou, na manhã desta terça-feira, os indicados ao prêmio de Bola de Ouro do futebol de 2014, escolha para o melhor jogador do mundo. Entre os 23 eleitos, o Brasil conta com dois representantes, o atacante Neymar, do Barcelona e grande craque da seleção brasileira no momento, e Diego Costa, que, apesar de ter nascido no Brasil, disputou a última Copa do Mundo pela Espanha. O atleta, no Chelsea, foi o grande destaque do Atlético de Madrid na campanha do título do último Campeonato Espanhol.

Além dos brasileiros, a lista conta com os sempre favoritos Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, e seis jogadores campeões do mundo pela Alemanha: Manuel Neuer, Philipp Lahm, Bastian Schweinsteiger, Toni Kroos, Thomas Müller, além de Mario Götze, grande herói da final contra a Argentina, no Maracanã. Outros destaques entre os indicados da Fifa são os jovens Thibaut Courtois, Paul Pogba, Eden Hazard e James Rodríguez, artilheiro da Copa do Mundo com a camisa da Colômbia. O argentino Javier Mascherano e o espanhol Sergio Ramos, defensores de Barcelona e Real Madrid, respectivamente, também foram relacionados, assim como Arjen Robben, eleito o melhor jogador da última Copa.

A principal ausência é Luis Suárez. O atacante uruguaio, que foi artilheiro da última edição do Campeonato Inglês, quando ainda jogava pelo Liverpool, ficou quatro meses suspenso depois de morder o italiano Giorgio Chiellini na Copa do Mundo.


TREINADORES

A Fifa não divulgou apenas os candidatos a melhor jogador do mundo. Nesta terça-feira, a organização mostrou a lista com os 10 melhores treinadores de 2014. Vencedor da Liga dos Campeões com o Real Madrid, Carlo Ancelotti desponta como um dos favoritos, assim como Diego Simeone, que esteve no comando do surpreendente Atlético de Madrid. Além do campeão espanhol, outros técnicos que também venceram torneios nacionais como Antonio Conte, Manuel Pellegrini e Pep Guardiola estão relacionados. Mesmo sem conquistar títulos, o português José Mourinho, do Chelsea, também é nome certo.

Comandante da Alemanha tetracampeã do mundo, Joachim Löw é tido como favorito. Dos quatro semifinalistas da Copa, apenas Luiz Felipe Scolari ficou fora, já que Alejandro Sabella, vice com a Argentina, e Louis Van Gaal, ex-treinador da surpreendente Holanda, também foram indicados. A grande surpresa entre os eleitos foi Jürgen Klinsmann, que levou os Estados Unidos até as oitavas de final do Mundial, quando o time foi eliminado pela Bélgica.

CONFIRA OS 23 INDICADOS
Gareth Bale (País de Gales, Real Madrid-ESP)
Karim Benzema (França, Real Madrid-ESP)
Diego Costa (Brasil/Espanha, Chelsea-ING)
Thibaut Courtois (Bélgica, Chelsea-ING)
Cristiano Ronaldo (Portugal, Real Madrid-ESP)
Angel Di Maria (Argentina, Manchester United-ING)
Mario Götze (Alemanha, Bayern de Munique-ALE)
Eden Hazard (Bélgica, Chelsea-ING)
Zlatan Ibrahimovic (Suécia, PSG-FRA)
Andres Iniesta (Espanha, Barcelona-ESP)
Toni Kroos (Alemanha, Real Madrid-ESP)
Philipp Lahm (Alemanha, Bayern de Munique-ALE)
Javier Mascherano (Argentina, Barcelona-ESP)
Lionel Messi (Argentina, Barcelona-ESP)
Thomas Müller (Alemanha, Bayern de Munique-ALE)
Manuel Neuer (Alemanha, Bayern de Munique-ALE)
Neymar (Brasil, Barcelona-ESP)
Paul Pogba (França, Juventus-ITA)
Sergio Ramos (Espanha, Real Madrid)-ESP
Arjen Robben (Holanda, Bayern de Munique-ALE)
James Rodriguez (Colômbia, Real Madrid-ESP)
Bastian Schweinsteiger (Alemanha, Bayern de Munique-ALE)
Yaya Toure (Costa do Marfim, Manchester City-ING)

10 TREINADORES INDICADOS

Carlo Ancelotti (Itália, Real Madrid) 
Antonio Conte (Itália, Juventus/seleção italiana) 
Pep Guardiola (Espanha,Bayern de Munique) 
Jürgen Klinsmann (Alemanha, seleção norte-americana) 
Joachim Löw (Alemanha, seleção alemã) 
Jose Mourinho (Portugal, Chelsea) 
Manuel Pellegrini (Chile, Manchester City) 
Alejandro Sabella (Argentina, seleção argentina) 
Diego Simeone (Argentina, Atlético de Madrid) 
Louis van Gaal (Holanda, seleção holandesa/Manchester United)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.