Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Neymar divide prêmios individuais com os companheiros

Atacante foi eleito o melhor da competição e levou também a Chuteira de Bronze

AE, Agência Estado

30 de junho de 2013 | 22h45

RIO - Neymar foi eleito o melhor jogador da Copa das Confederações, depois de comandar o Brasil na conquista do título. Além disso, faturou a Chuteira de Bronze, por ter sido o terceiro maior artilheiro da competição, com quatro gols marcados - ficou atrás do espanhol Fernando Torres e do brasileiro Fred, ambos com cinco. Mas o jovem craque de 21 anos tratou de dividir os prêmios individuais com os companheiros da seleção.

"Estou muito feliz. Agradeço meus companheiros por tudo. Se não fosse eles, eu não iria conseguir ganhar esses prêmios", disse Neymar, na entrevista coletiva depois do jogo no Maracanã, quando recebeu mais um troféu, de melhor jogador da final contra a Espanha - os outros dois prêmios individuais ele ganhou ainda no campo, junto com a taça de campeão da Copa das Confederações.

Ele foi para a entrevista coletiva vestindo a camisa do atacante Leandro Damião, que fazia parte da seleção e foi cortado, por causa de contusão, um pouco antes da estreia na Copa das Confederações. E tratou de elogiar todos os jogadores do grupo. "Foi uma grande vitória, em cima da maior seleção do mundo. Todo mundo procurou o jogo, todo mundo correu, um ajudou o outro", avaliou Neymar.

Na entrevista coletiva, Neymar também revelou que irá passar por uma cirurgia na garganta na próxima sexta-feira. Não deu maiores detalhes, dizendo apenas que "sempre" esteve "meio mal da garganta" e que vai aproveitar agora para "acabar com as dores". Assim, espera se apresentar na melhor forma possível, e consagrado pelo título da Copa das Confederações, ao seu novo clube Barcelona.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.