Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Neymar diz que poderá dispensar o óculos no domingo

Atacante do Santos treinou normalmente para a final do Campeonato Paulista contra o Santo André

SANCHES FILHO, Agência Estado

29 de abril de 2010 | 19h53

O atacante Neymar treinou com seu óculos especial somente durante cinco minutos nesta quinta-feira, em sua primeira atividade após machucar o olho direito no primeiro jogo da decisão do estadual, no domingo passado.

Debaixo de uma chuva leve, ele participou de um rachão, em campo reduzido, por 20 minutos. No começo, quando ainda usava o óculos, Neymar procurou tocar a bola de primeira. Depois, nos 15 minutos finais, não demonstrou receio na disputa da bola.

"Eu me senti normal, tanto com óculos como sem ele. Apenas senti cansaço no fim porque fiquei três dias parado. Mas, se eu estiver 100% no domingo, não vou usar o óculos", antecipou Neymar, que continua usando colírio e estava com o olho direito avermelhado após o treino desta quinta.

"Enquanto não estava chovendo, não senti nenhuma diferença em treinar com a proteção dos óculos, mas depois embaçou tudo e não dava mais para ver a bola", acrescentou.

Ele vai passar por mais duas avaliações até a hora de entrar em campo no domingo. A primeira será nesta sexta-feira, após o seu segundo treino depois do problema no olho, e a segunda, no sábado. O oftalmologista Cláudio Luiz Lottemberg considerou a recuperação excelente, mas quer ter certeza de que o esforço do atacante nos treinos não terá reflexo em sua vista.

O óculos de Neymar é dotado de lentes resistentes a impacto e revestidos internamente por espuma, com uma abertura no alto para a entrada de ar, o que evita que as lentes embacem. A peça é presa ao rosto por uma fita elástica que contorna a cabeça. O seu valor no mercado é R$ 1,2 mil. Considerado um produto de ponta, o equipamento é utilizado pelo exército de Israel.

PRESENTE 

Depois de sofrer com a derrota do Santos para o Atlético-MG, na noite de quarta-feira, Neymar garantiu que não vai ficar fora do jogo de domingo. O atacante revelou que pretende jogar no final de semana, e buscar o título, para presentear Giovanni, seu ídolo no Santos. "Vamos buscar esse título para ele. Vai ser legal se ele aparecer com a camisa do time para comemorar com a gente em campo, depois do jogo", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCNeymar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.