Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Neymar diz que será duro para ele marcar contra Santos

Craque já vive a expectativa pela sua estreia pelo Barcelona marcada para o dia 2 de agosto, em um amistoso no Camp Nou

GONÇALO JÚNIOR, Agência Estado

19 de julho de 2013 | 13h21

SANTOS - Neymar já vive a expectativa pela sua estreia pelo Barcelona marcada para o dia 2 de agosto, em um amistoso contra o Santos, no Camp Nou. E confessa que não vai conseguir agir com naturalidade se marcar um gol. "Vai ser difícil fazer um gol, mas agora estou em um novo clube e vou fazer de tudo para ajudar meu time, mas respeitando o Santos, meu time do coração", disse o jogador, nesta sexta-feira, quando também garantiu que irá comemorar normalmente se balançar as redes no duelo. "Tem de comemorar. Não é falta de respeito. Quem é amigo de verdade sabe que não vai ser falta de respeito comemorar o gol."

O jogo vale como o primeiro dos dois amistosos acertados entre o Santos e o Barcelona na negociação que culminou na venda do atacante. A outra partida, a ser disputada no Brasil, ainda não tem data para ser realizada - caso não ocorra, o Santos recebe uma indenização de 4,5 milhões de euros (cerca de R$ 13,1 milhões).

As declarações foram dadas nesta sexta-feira, em Santos, onde o craque do Barcelona participou do evento de renovação de seu contrato de publicidade global com a Panasonic, gigante do setor de eletroeletrônicos e primeira empresa japonesa a patrocinar Neymar. O evento contou com a presença dos principais executivos da multinacional, entre eles o diretor executivo sênior Takumi Kajisha. Foi a última entrevista coletiva do astro em Santos antes do início de sua passagem pelo Barça.

Neymar mostrou muitas dificuldades para falar nesta sexta por causa da recuperação de uma cirurgia para a retirada das amígdalas, realizada no dia 5 de julho, no Rio. Além da cirurgia na garganta, os médicos aproveitaram para realizar um segundo procedimento, corrigindo desvio de septo, osso do nariz. Quem comandou a operação foi Augusto César, integrante do departamento médico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), acompanhado pelos médicos do Barcelona. Por causa das dores na garganta, Neymar reduziu sua participação no evento.

O atacante negou que o retirada das amígdalas faça parte de um planejamento traçado pelo Barcelona para que ele ganhe cinco quilos de massa muscular. Atualmente, ele pesa 69,5kg. "Mentira", disse, sorridente. "Acho que eu emagreci uns cinco quilos depois da cirurgia, mas vou recuperar rapidinho", garantiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.