Kacper Pempel/Reuters
Kacper Pempel/Reuters

'Neymar é destinado a fazer a diferença', aposta Xavi no Barcelona

Meia do time catalão pede que brasileiro tenha personalidade dentro de campo

AE, Agência Estado

31 de julho de 2013 | 09h40

BARCELONA - Neymar jogou os seus primeiros minutos em uma partida pelo Barcelona na última terça-feira, quando entrou em campo na parte final do amistoso no qual a equipe espanhola empatou por 2 a 2 com o Lechia Gdansk, na Polônia. Nesta sexta, no confronto diante do Santos, no Camp Nou, pelo Troféu Joan Gamper, o brasileiro deve ter mais tempo para exibir seu futebol, o qual o meia Xavi exaltou em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

O astro espanhol destacou que aposta no sucesso de Neymar com a camisa do Barça, depois de ter sido derrotado pelo brasileiro, ao lado de seus companheiros de seleção espanhola na final da Copa das Confederações, no último dia 30 de junho, no Maracanã, onde o Brasil venceu por 3 a 0.

"É um jogador destinado a fazer a diferença, com capacidade goleadora e desequilíbrio", disse Xavi, para depois fazer um pedido ao novo parceiro de equipe: "Que seja ele, que tenha a personalidade e demonstre o que já fez no Brasil e na seleção brasileira".

O meio-campista, entretanto, alertou que Neymar precisa entender que foi contratado para ser mais uma peça importante, e não a mais importante, da grande engrenagem que é o Barcelona. "Ele tem que chegar para somar. Todos sabem do nível individual de jogadores como Neymar e Messi. Mas aqui a equipe é mais importante. O indivíduo é secundário", enfatizou.

Xavi também abordou nesta quarta-feira a chegada do técnico Gerardo Martino, a quem também elogiou e disse que já "transmite um caráter ganhador", mas o atleta não deixou de lamentar a saída de Tito Vilanova por motivo de saúde, afetada pela recaída do treinador no tratamento contra um câncer.

"Essa foi uma das piores notícias da nossa carreira, muito triste. As circunstâncias mudaram e temos de tentar adaptarmos ao novo técnico. É uma pessoa séria, trabalhadora e que trouxe muito dinamismo, com variantes táticas", disse Xavi, para depois lembrar que a mudança de comando não alterou a vocação do Barça de sempre buscar os títulos mais importantes. "Os sonhos e a vontade de ganhar estão intactos, tentaremos nos adaptar a ele e ele a nós", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolBarcelonaXaviNeymar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.