Neymar é indicado a prêmio da Fifa por gol mais bonito do ano

Jogador do Santos é um dos dez finalistas por gol feito contra o Santo André, no campeonato paulista

AE, Agência Estado

16 de novembro de 2010 | 14h19

Neymar coroa temporada com indicação a prêmio por gol mais bonito do ano. Foto: José Patrício/AE      

 

ZURIQUE - A temporada já era quase perfeita para Neymar, mas ganhou agora um toque ainda mais especial. Nesta terça-feira, 18, o atacante brasileiro foi anunciado pela Fifa como um dos dez finalistas ao Prêmio Ferenc Puskas, do gol mais bonito do ano. A definição do prêmio será feita pela internet, com votação aberta ao público (clique aqui para ver os gols e votar no site da Fifa).

Neymar foi lembrado pelo gol marcado diante do Santo André, em fevereiro deste ano, ainda na primeira fase do Campeonato Paulista, em partida vencida pelo Santos por 2 a 1. Depois de receber passe de Paulo Henrique Ganso na esquerda, o atacante fintou três marcadores e finalizou colocado.

O lance de Neymar é semelhante ao de Messi, outro jogador indicado ao prêmio. Em jogo do Barcelona contra o Valencia, o argentino recebeu passe na direita, passou por dois marcadores e chutou cruzado, marcando o gol.

Outro jogador indicado ao prêmio foi o meio-campista Siphiwe Tshabalala, que marcou na partida de estreia da Copa do Mundo de 2010, no empate da seleção anfitriã com o México por 1 a 1. Após rápido contra-ataque, o sul-africano recebeu passe na esquerda e acertou forte chute cruzado, no ângulo.

Os demais jogadores que concorrerão ao prêmio são Hamit Altintop (Turquia), Matty Burrows (Irlanda do Norte), Linus Hallenius (Hammarby), Samir Nasri (Arsenal), Arjen Robben (Bayern de Munique), Giovanni van Bronckhorst (Holanda) e Kumi Yokoyama (seleção japonesa feminina sub-17).

O gol mais bonito do ano será definido por votação no site da Fifa. A entrega do prêmio, vencido no ano passado pelo português Cristiano Ronaldo, será no dia 10 de janeiro de 2011, na Suíça, junto com o prêmio de melhor jogador da temporada.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFifaNeymarprêmioNeymar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.