Kimimasa Mayama/Efe
Kimimasa Mayama/Efe

Neymar evita comparação, mas diz que copia Messi

'O que o Messi faz é impressionante e em algumas jogadas eu o copio', revelou o brasileiro

AE, Agência Estado

17 de dezembro de 2011 | 09h42

Principal esperança do Santos para vencer o Barcelona na final do Mundial de Clubes, neste domingo, às 8h30 (horário do Brasília), em Yokohama, no Japão, o atacante Neymar voltou a evitar, neste sábado, 17, individualizar o confronto como sendo dele contra Messi. Como tem feito desde que o Santos se classificou para a competição, o novo astro do futebol brasileiro evitou fazer comparações com o atual melhor jogador do mundo.

"O duelo não é Messi e Neymar. É Santos e Barcelona. Não tem duelo de um contra um. Amanhã (domingo) será um jogo que, com certeza, ficará para a história. Santos e Barcelona são muito mais que apenas dois jogadores", disse Neymar, que revelou se espelhar em Messi, entre outros. "Messi me inspira, mas não só ele. Tem muitos: Ronaldinho, Ronaldo, Robinho... O que o Messi faz é impressionante, ele é o número um e em algumas jogadas eu o copio."

Neymar sente cada vez mais a sua fama. Neste sábado, mais uma vez, ele é destaque nas manchetes da imprensa esportiva da Espanha e foi tema das entrevistas coletivas de Fàbregas e Guardiola. Mesmo assim ele mantém a humildade e se coloca como mais um, em mais uma partida igual às outras.

"É a partida mais importante não só para mim, mas para todos os companheiros e para o Santos também. É uma partida que vai marcar a história do futebol. Estou bem tranquilo, calmo. Claro que é contra uma grande equipe. Mas, para mim, não importa o time, a seleção, o lugar. Para mim, o mais importante é jogar futebol. Amanhã (domingo) vai ser mais um jogo para mim".

O jogador santista revela que jogar a final contra o Barcelona faz parte dos seus sonhos, mas diz não se importar em fazer gols na decisão. "A gente vai jogar contra o melhor time do mundo. É um sonho. Jogar uma final de Mundial, ainda mais contra o Barcelona. Meu maior objetivo é conquistar o título. Não importa quem faça o gol, mas sim que o Santos saia daqui campeão", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.