Reprodução/ Instagram
Reprodução/ Instagram

Neymar nega receber bônus por aplaudir a torcida do PSG e diz que 'fake news' é rotina

Segundo a imprensa francesa, o jogador e seus companheiros receberiam pagamento extra para se comportar bem no clube francês

O Estado de S.Paulo

09 Novembro 2018 | 16h20

Neymar resolveu usar suas redes sociais para negar e criticar a divulgação de uma notícia de que ele e seus companheiros de Paris Saint-Germain recebem dinheiro para aplaudir a torcida e ter bom comportamento no clube francês. Em sua página no Instagram, o craque brasileiro compartilhou uma mensagem do companheiro Thiago Silva e chamou de "fake news (notícia falsa)” a informação. Ele ainda desabafou após mais uma polêmica envolvendo o seu nome.

"Já virou rotina", escreveu o atacante, se referindo as diversas informações polêmicas que saem sobre ele. O jogador compartilhou uma foto postada por Thiago Silva, em que ele mostra uma matéria do jornal Record, de Portugal, e diz: "Que vergonha! Falta do que fazer!", disparou o defensor brasileiro.

Segundo informações divulgadas pelo programa Envoyé Spécial, da França, documentos do Football Leaks mostram que os jogadores do PSG recebem um bônus por bom comportamento. Neymar, por exemplo, receberia um 'extra' anual de 375 mil euros (cerca de R$ 1,59 milhão) para saudar os fãs antes e depois das partidas e 2,5 milhões de euros (R$ 10,65 milhões) por não criticar publicamente o treinador.

O capitão da seleção brasileira ainda teria a obrigação de atender a todos os pedidos de entrevista do grupo de mídia Al-Jazeera, de propriedade do Catar, que também faz o aporte financeiro do clube parisiense. A matéria revela também a lista do quanto os outros jogadores receberiam para saudar os torcedores. Mbappé, 117 mil euros (R$ 498 mil); Di Maria, Daniel Alves e Edinson Cavani, 70 mil euros (R$ 300 mil); Thiago Silva, 33 mil (cerca de R$ 140,5 mil).

Alguns jogadores até já teriam perdido esse bônus. Ben Harfa e Aurier reclamaram de serem reservas e teriam sido penalizados, assim como Verratti, que foi flagrado dirigindo alcoolizado.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.