Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE

Neymar festeja gol e projeta evolução com Luxemburgo

Após definir a vitória do Santos sobre o Atlético-PR, ele diz estar feliz de trabalhar com o novo treinador

Agencia Estado

23 de julho de 2009 | 00h34

O jovem Neymar brilhou na vitória do Santos, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, contra o Atlético Paranaense. Entrou no segundo tempo e marcou o único gol do jogo após receber passe de Madson dentro da área e dar um belo drible no zagueiro Rhodolfo.

Veja também:

linkSantos vence o Atlético-PR na estreia de Luxemburgo

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Fico feliz de trabalhar com Luxemburgo, que é um dos maiores técnicos do Brasil. Acho que com ele realmente vou explorar mais meu potencial e evoluir bastante", disse o atacante, de 17 anos. Ele aproveitou para garantir que selou as pazes com a torcida, que na semana passada, contra o Barueri, o chamou de pipoqueiro. "Está tudo certo".

Vanderlei Luxemburgo elogiou bastante Neymar, mas procurou tirar um pouco do peso da responsabilidade sobre o garoto. "É um jogador de muita qualidade, mas a preocupação com ele não é em conquistar uma vaga. Ele ainda não está totalmente pronto e não pode resolver todos os problemas do Santos", disse o comandante santista.

Para Luxemburgo, a equipe rendeu bem, apesar de o jogo não ter sido bom. "No primeiro tempo, mesmo com três volantes, criamos algumas oportunidades. No segundo a equipe foi bem", analisou o treinador. "Não sofremos gols porque todo o time voltou para ajudar na marcação. Sem isso, não há zagueiro que aguente no mano a mano. Mas o time ainda tem muito do dedo do Vágner Mancini. Ele fez um bom trabalho".

De acordo com os jogadores, a maneira como o time jogou não fez muita diferença. "Na situação em que a gente se encontra na classificação o que importa é somar pontos", afirmou Pará. "O time foi aguerrido. Neymar entrou para decidir, foi feliz e fez um belo gol", elogiou Madson.

Rodrigo Souto comentou os primeiros dias de Luxemburgo no Santos. "Ele já passou o que é o projeto dele e os jogadores entenderam. O time jogou com mais tranquilidade".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.