Maxim Shemetov / Reuters
Maxim Shemetov / Reuters

Neymar fica fora da lista de finalistas ao prêmio de melhor do mundo da Fifa

Desde 2011 craque sempre figurava na relação de candidatos; em 2015 e 2017, brasileiro chegou a ficar entre os três primeiros

O Estado de S.Paulo

24 de julho de 2018 | 11h12

Pela primeira vez desde 2011, Neymar ficou fora da lista de finalistas ao prêmio de melhor jogador do mundo da Fifa. Nesta terça-feira, a entidade divulgou a relação com dez nomes: Cristiano Ronaldo, Kevin De Bruyne, Antoine Griezmann, Eden Hazard, Harry Kane, Kylian Mbappé, Lionel Messi, Luka Modric, Mohamed Salah e Raphael Varane. Entre os treinadores, Tite, da seleção brasileira, também ficou de fora da disputa. 

+ Vadão é indicado pela Fifa ao prêmio de melhor técnico do futebol feminino

+ Sem Tite, Fifa divulga 11 concorrentes ao prêmio de melhor técnico masculino

+ Marta é indicada a prêmio da Fifa e buscará sexto troféu de melhor do mundo

A expectativa pela presença de Neymar na lista era grande. Desde 2011, quando foi campeão da Libertadores pelo Santos, o craque figurava todos os anos pelo menos entre os finalistas. Nas temporadas 2015 e 2017, o jogador mais caro da história do futebol chegou a ficar entre os três primeiros colocados.

A cerimônia de entrega do prêmio será no dia 24 de setembro, em Londres, e até lá os torcedores  poderão votar pela internet nos seus favoritos.  Fizeram parte do grupo que definiu os finalistas os ex-jogadores Kaká e Ronaldo Fenômeno. O período avaliado foi de 3 de julho de 2017 até 15 de julho de 2018, justamente quando Neymar quebrou o pé direito e ficou três meses sem jogar. Na Copa do Mundo, o atacante acabou virando motivo de chacota por simular faltas. O Brasil foi eliminado nas quartas de final pela Bélgica.

O prêmio da Fifa mudou de nome e agora é chamado de The Best (o melhor, em inglês). Tradicionalmente concedido no final do ano, para também considerar a atuação em campeonatos na América do Sul, a Fifa modificou o calendário do prêmio.

 

O voto será dividido em quatro categorias. Aproximadamente 200 jornalistas terão um peso de 25% no resultado final. O voto de capitães de seleções também terá um peso de 25%. Torcedores poderão votar pela Internet e, assim como os demais, terão peso de 25%. O restante ficará com os técnicos de cada uma das seleções.

A lista divulgada pela Fifa nesta terça-feira deixa claro que o Mundial na Rússia foi fundamental na decisão dos especialistas. Mbappé, Griezmann e Varane estão na briga, com vantagem em relação aos adversários por terem conquistado a Copa. Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, que dividiram o troféu de melhor do mundo por dez anos, foram eliminados do Mundial ainda nas oitavas de final e, agora, são azarões. Mohamed Salah, outro concorrente de peso, também deixou a Copa cedo, mas teve ótima temporada pelo Liverpool.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.