JAVIER SORIANO / AFP
JAVIER SORIANO / AFP

Neymar deixa Liga dos Campeões sem fazer gol pela 1ª vez desde que trocou o Santos pelo Barcelona

Em mais uma temporada marcada por lesão, craque brasileiro não consegue desequilibrar e tem atuação discreta na eliminação do PSG para o Real Madrid

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de março de 2022 | 10h18

Em mais uma temporada marcada por lesão, Neymar se despediu da Liga dos Campeões nesta quarta-feira sem balançar as redes. Foi a primeira vez em sua carreira que o atacante deixou a principal competição de clubes do mundo se marcar um gol sequer, desde que trocou o Santos pelo Barcelona. Ao todo, o jogador brasileiro soma nove participações do torneio continental. 

Desta vez, a despedida foi precoce, ainda na fase de oitavas de final. O Paris Saint-Germain levou uma dura virada do Real Madrid, na capital espanhola, por 3 a 1. Os franceses haviam vencido o jogo de ida por 1 a 0 e ainda abriram o placar na partida da volta. Ambos os gols foram marcados por Kylian Mbappé, com passes de Neymar. 

O brasileiro, contudo, não conseguiu deixar sua marca nesta edição da competição europeia. Foram apenas duas assistências, aquelas para Mbappé, em seis jogos. Para efeito de comparação, Neymar balançou as redes por seis vezes na edição passada da Liga dos Campeões. Nos campeonatos anteriores, foram três (temporada 2019-2020), cinco (18-19) e seis gols (17-18), sendo esta sua primeira participação na Liga com a camisa do PSG. 

O recorde de Neymar aconteceu na temporada 2014-2015, pelo Barcelona. Foram dez gols que ajudaram o time espanhol a faturar o título, o único do brasileiro na competição até agora. Naquela edição, o atacante acumulou o maior número de jogos, com 12, marcando constantemente presença entre os titulares na equipe liderada então por Lionel Messi.

A edição deste ano marca a menor participação de Neymar no torneio, com apenas seis jogos, o mesmo número da temporada 18-19. Em ambas, o brasileiro enfrentou problemas físicos. Nesta temporada, o vilão foi uma lesão no tornozelo esquerdo, que o tirou do último jogo da equipe na fase de grupos da competição. Aos 30 anos, Neymar tem uma agenda lotada com outras atividades além do futebol. 

Ao todo, foram 80 dias afastado dos gramados. Neymar retornou no jogo de ida contra o Real Madrid, no dia 15 de fevereiro, na ida das oitavas de final. Na ocasião, entrou somente no segundo tempo porque estava sem ritmo. Na quarta-feira, foi titular, mas não conseguiu evitar a dura eliminação da equipe francesa. 

Segunda maior contratação da história do PSG, Neymar chegou ao clube em 2017 com o objetivo de levar o troféu da Liga dos Campeões para a capital francesa. O mais próximo que chegou até agora foi a final, em 2019-2020, quando perdeu para o Bayern de Munique. Na temporada passada, o clube foi eliminado nas semifinais pelo Manchester City.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.