Gonzalo Fuentes/Reuters
Gonzalo Fuentes/Reuters

Neymar marca 2, Cavani supera Ibrahimovic e PSG goleia outra vez pelo Francês

Atacante uruguaio marca e se torna o maior artilheiro da história da equipe parisiense com 157 gols

O Estado de S.Paulo

27 Janeiro 2018 | 16h33

O líder Paris Saint-Germain voltou à sua rotina de vitórias tranquilas no Campeonato Francês neste sábado. Depois de cair diante do Lyon na última rodada, o time da capital contou com dia inspirado de seu ataque para passar com facilidade pelo Montpellier, por 4 a 0, com direito a dois gols de Neymar e um de Cavani.

+ TEMPO REAL - Confira os lances da partida

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Francês

Cavani, aliás, chegou a uma marca histórica no clube. Foi o 157.º gol do uruguaio com a camisa da equipe, ultrapassando Ibrahimovic e se isolando como maior artilheiro do Paris Saint-Germain em todos os tempos.

O atacante ainda deu assistência para Neymar selar o resultado. O brasileiro marcou duas vezes após desfalcar o PSG em duas partidas, com dores na coxa, e ajudou a selar a paz com a torcida. Afinal, em seu último jogo em casa, na goleada por 8 a 0 sobre o Dijon, foi vaiado apesar de ter marcado quatro gols, justamente por ter se recusado a ceder uma cobrança de pênalti a Cavani.

Com o resultado deste sábado, o PSG chegou a 59 pontos e abriu 11 do Lyon, que ainda atua na rodada. Na terça-feira, a equipe encara o Rennes fora de casa, pela Copa da Liga Francesa. Já o Montpellier parou nos 31 pontos, em sétimo, e encara o Monaco na quarta, também pela Copa da Liga.

Depois de passar em branco nos últimos dois confrontos, Cavani precisou de apenas 10 minutos para deixar sua marca e superar Ibrahimovic neste sábado. Neymar recebeu lançamento longo pela esquerda e tocou para Rabiot, que cruzou para o meio da área, onde o uruguaio apareceu sozinho.

Draxler, em duas oportunidades, e Cavani ainda perderam ótimas chances antes do segundo gol do time da casa. Aos 38 minutos, o alemão recebeu na área e tentou a finalização, mas acertou o braço de Pedro Mendes. O árbitro marcou pênalti, que Neymar cobrou para balançar as redes, desta vez sem vaias.

Em ritmo de treino, o PSG diminuiu o ímpeto na etapa final e viu o Montpellier assustar com Sambia, de fora da área. O lance acordou os donos da casa, que ampliaram aos 24 minutos. Pastore deu ótima enfiada na direita para Meunier que chegou tocando para o meio da área. Di María apareceu sozinho para finalizar para o gol.

Aos 29, Neymar chegou a marcar o quarto, mas o árbitro viu toque de mão e anulou. Sete minutos depois, porém, não teve jeito. Di María deu ótima enfiada para Cavani, que foi esperto e tocou por cima do goleiro, para o atacante brasileiro, que só teve o trabalho de empurrar para a rede e definir a goleada.

Se o clima de paz pareceu selado com os dois gols deste sábado, Neymar deu mostras de ainda estar magoado com o comportamento da torcida, pelas vaias do duelo com o Dijon. Ao fim da goleada sobre o Montpellier, os jogadores se juntaram e foram cumprimentar as arquibancadas, sem o brasileiro, que foi rapidamente para o vestiário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.