Gustau Nacarino/Reuters
Gustau Nacarino/Reuters

Neymar marca 39º gol pelo Barcelona e supera o argentino Maradona

Ao abrir o caminho para a goleada por 5 a 0 sobre o Levante, no Camp Nou, brasileiro bate a marca do ex-camisa 10 da Argentina

O Estado de S. Paulo

15 de fevereiro de 2015 | 17h48

Neymar brilha cada vez mais no Barcelona, e vai se sustentando como um craque em crescimento. O jogador brasileiro chegou a 17 gols no Campeonato Espanhol e a 25 na temporada, o que levou seu total de gols com a camisa do clube catalão para 39 – fez 14 na primeira temporada. Com esse número ele supera ninguém menos do que o gênio Diego Maradona, que marcou 38 vezes nos dois anos em que jogou pelo Barcelona. Neymar abriu caminho para a goleada diante do Levante por 5 a 0, no Camp Nou.

O líder ainda é o Real Madrid, mas o time do momento na Espanha é sem dúvida o Barcelona. Com mais uma atuação de gala e um show de pontaria de seu tridente ofensivo, a equipe completou 11 vitórias seguidas – seis no campeonato e cinco na Copa do Rei. Neymar ajuda muito o time e prova estar cada vez mais entrosado com seus colegas sul-americanos, Messi (autor de três gols) e Suárez (que também deixou o seu nas redes).

Neymar também equipara sua própria marca de artilheiro em um único campeonato. Na Liga Espanhola, ele chegou aos 17 gols, mesma marca alcançada pelo jogador no Brasileirão de 2010.

TIME DA MODA DE NOVO

O Barça vive o seu melhor momento na temporada. Cria chances com uma facilidade assustadora, mantém até o apito final o apetite para roubar a bola e ir em busca de mais gols (mesmo que esteja ganhando por um placar elástico, como neste domingo) e tem três atacantes em estado de graça e se entendendo cada vez melhor.

Messi, no dia em que completou 300 partidas no Campeonato Espanhol, marcou três vezes e deu uma assistência. Neymar abriu o placar e sofreu o pênalti que o argentino transformou no quarto gol. E Suárez, que foi poupado e só entrou aos 22 minutos do segundo tempo em lugar do próprio Neymar, fechou a conta com um espetacular gol de voleio.

Para que se tenha uma ideia do crescimento do Barcelona, a uma certa altura do primeiro turno Cristiano Ronaldo tinha mais gols do que os três atacantes do time catalão juntos. Mas agora já tem Messi pisando em seus calcanhares na disputa pela artilharia: 28 a 26. 

Em sua série de 11 vitórias, o time catalão marcou 42 gols – 29 deles de autoria de seu trio demolidor –, o que dá a média de 3,8 por jogo. O time está a um ponto do Real Madrid (57 a 56), o que lhe dá a chance de virar líder no próximo sábado – quando receberá o Málaga (o Real jogará domingo contra o Elche como visitante).

Apenas na temporada 2008/2009, sob o comando de Pep Guardiola, o Barcelona havia conseguido 11 vitórias seguidas – o que mostra que o time vive realmente um momento especial. "Não me interessam os recordes, e sim os títulos", disse o técnico Luis Enrique. "O que me deixa mais feliz é ver que nossos torcedores estão eufóricos com a qualidade do nosso jogo."

Ele destacou o fato de o time ter feito uma grande partida mesmo com oito mudanças na escalação em relação à formação que derrotou o Villarreal por 3 a 1 pela Copa do Rei quarta-feira – apenas Mascherano, Neymar e Messi foram mantidos. "Temos um elenco amplo e com grande qualidade."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.