Neymar marca, mas Santos perde do Corinthians na Vila

O Santos não passou em seu primeiro teste sem a presença do técnico Dorival Júnior à beira do gramado. Nesta quarta-feira, nem a boa atuação do atacante Neymar, escalado após a demissão do treinador, evitou a derrota, de virada, para o líder Corinthians, por 3 a 2, na Vila Belmiro, pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

AE, Agência Estado

23 de setembro de 2010 | 00h09

O resultado manteve o Corinthians na liderança isolada, agora com 47 pontos, três a mais que o vice-líder Cruzeiro. O Santos, por sua vez, perdeu a chance de encostar nos líderes. Estacionou nos 35 pontos, na sétima colocação, mais distante da briga pelo título.

Protagonista da crise que culminou na demissão de Dorival Júnior, Neymar começou entre os titulares e não decepcionou a torcida. Participou da jogada que acabou gerando o primeiro gol, logo no primeiro minuto, e marcou o segundo do Santos. Mas não conseguiu evitar a derrota do time da casa, que foi comandado pelo interino Marcelo Martelotte.

O JOGO - Liberado pela diretoria, Neymar tratou de justificar a sua escalação antes de completar o primeiro minuto de jogo. Logo aos 40 segundos, ele gerou o primeiro lance de perigo, ao escapar pela direita e cruzar rasteiro na área. Danilo desperdiçou a oportunidade, que terminou em escanteio. Na cobrança, o zagueiro Durval aproveitou rebote dentro da área e encheu o pé para abrir o placar.

Motivado pelo gol, o Santos comandou o jogo nos primeiros minutos. Mas acabou cedendo o empate aos 8 minutos. Jucilei fez boa jogada na intermediária e deu grande passe para Iarley, que bateu na saída de Rafael.

O Santos seguiu melhor em campo até a metade do primeiro tempo. Mostrava maior organização em campo e dominava o meio-campo. O Corinthians, porém, equilibrou o jogo aos poucos, apesar dos recorrentes erros de passe no ataque. Iarley, pela esquerda, e Alessandro, pela direita, davam trabalho para a defesa.

Aos 24 minutos, Bruno César desperdiçou grande oportunidade. Ele ganhou disputa de bola pelo alto com Arouca e saiu livre na entrada da área. Contudo, não conseguiu dar o último drible e parou na boa defesa do goleiro santista.

Do outro lado, o ataque do Santos mostrou mais eficiência dois minutos depois. Neymar voltou a se destacar em campo e deixou os donos da casa novamente na frente, ao aproveitar rebote de Júlio César. O goleiro não conseguiu defender chute rasteiro de Marcel pela direita.

O segundo gol do Santos não mudou o panorama da partida, que seguiu aberta, com chances para os dois times. Antes do intervalo, aos 42, o Corinthians descolou um rápido contra-ataque e chegou novamente ao empate. Bruno César avançou pelo meio e lançou Elias, que invadiu a área e bateu no canto esquerdo de Rafael: 2 a 2.

A segunda etapa começou no mesmo ritmo, com maior domínio dos anfitriões. O Santos aproveitou os espaços cedidos pela defesa do Corinthians e levou maior perigo no ataque. Aos 13, Marcel bateu falta perigosa, Júlio César deu rebote e, no bate-rebate na pequena área, o time santista quase chegou ao terceiro gol.

O Corinthians demorou para exibir o mesmo ritmo do primeiro tempo. Quase não chegava ao ataque, mas soube aproveitar uma chance de bola parada. Em cobrança de falta ensaiada, Danilo, em posição de impedimento, ajeitou de primeira para Paulo André cabecear, sem marcação, para as redes.

Em desvantagem, o Santos partiu para o ataque, tentando pressionar o adversário. Aos 36 minutos, Léo escorou cruzamento na área e mandou para as redes. No entanto, o assistente assinalou o impedimento.

Na próxima rodada, o Corinthians vai duelar com o Internacional, no Beira-Rio, no domingo. O Santos volta a campo no sábado para enfrentar o vice-líder Cruzeiro, na Arena Barueri.

Ficha Técnica:

Santos 2 x 3 Corinthians

Santos - Rafael; Pará, Bruno Aguiar (Rafael Caldeira), Durval e Léo; Alex Sandro (Alan Patrick), Arouca, Danilo, Marquinhos (Madson); Neymar e Marcel. Técnico: Marcelo Martelotte (interino).

Corinthians - Júlio César; Alessandro, Paulo André, William e Roberto Carlos (Leandro Castán); Elias, Boquita (Moacir), Jucilei e Bruno César (Danilo); Jorge Henrique e Iarley. Técnico: Adilson Batista.

Gols - Durval, no 1.º minuto, Iarley, aos 8, Neymar, aos 26, e Elias, aos 42 minutos do primeiro tempo. Paulo André, aos 24 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Rafael Caldeira, Pará (Santos); Boquita, Paulo André, Elias (Corinthians).

Árbitro - Carlos Eugenio Simon (Fifa-RS).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.