Paul Hanna / Reuters
Paul Hanna / Reuters

Neymar não treina por 'síndrome viral', mas Emery espera ter astro no domingo

Com dores abdominais, Verratti também não vai ao campo e faz fisioterapia

Estadão Conteúdo

23 de fevereiro de 2018 | 12h22

Neymar ficou fora do treino que o elenco do Paris Saint-Germain realizou na manhã desta sexta-feira e o técnico Unai Emery afirmou, após a atividade, que o atacante não foi para o campo por estar "doente". O treinador, porém, avisou que espera poder contar com o retorno do astro aos treinamentos neste sábado e também na partida contra o Olympique de Marselha, no domingo, em casa, pela 27ª rodada do Campeonato Francês.

+ Elenco do Paris-Saint Germain tem reunião com torcida organizada do clube

+ Ex-presidente do Olympique de Marselha detona: 'o PSG é um circo'

"Hoje Neymar está doente. Espero que fique bem para treinar amanhã e estar preparado para o domingo. Vamos esperar", disse o comandante, em entrevista coletiva, sendo que pouco depois o departamento médico do PSG informou que o atleta não treinou por causa dos efeitos provocados por uma "síndrome viral".

Na rodada passada do Francês, Neymar fez um golaço na vitória por 5 a 2 sobre o Estrasburgo, também em Paris, onde o líder disparado da competição exibiu boa reação dias depois de ter sido derrotado por 3 a 1 pelo Real Madrid, na Espanha, no confronto de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões.

Agora com a sua presença em dúvida para o jogo contra o Olympique de Marselha, o brasileiro foi expulso no empate por 2 a 2 com o adversário na partida que as duas equipes travaram pelo primeiro turno da competição nacional. Naquela ocasião, o jogador acabou sendo punido com um cartão vermelho após se descontrolar com as provocações dos rivais.

Também nesta sexta-feira, o PSG não contou com a presença do volante italiano Marco Verratti em campo no seu treinamento porque ele precisou ser submetido a um tratamento de fisioterapia após acusar dores abdominais. O lateral-esquerdo espanhol Yuri Berchiche, por sua vez, acabou deixando a atividade antes do seu término por causa de pequenas dores musculares na coxa direita, informou o clube.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolParis Saint-GermainNeymar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.