Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Neymar pai defende filho de críticas e diz que ele não é 'mimado' em campo

Jogador do PSG ganha elogios do pai, que vê exagero em ataques da imprensa sobre o jogador

Redação, Estadão Conteúdo

22 de fevereiro de 2019 | 12h46

Neymar da Silva Santos, pai e empresário de Neymar, resolveu falar do filho e o defendeu de críticas recebidas durante e depois da Copa do Mundo da Rússia, em 2018. Em entrevista ao canal SporTV, rebateu os comentários de jornalistas e ex-jogadores de que o meia da seleção brasileira e do Paris Saint-Germain seja "mimado" em campo.

"Quando as coisas são faladas repentinamente, várias vezes, ainda mais por alguém do seu tamanho e de uma emissora como a Globo, isso pode começar a virar uma verdade. Era um momento de você chegar e falar, pô, freia, segura", declarou o pai de Neymar em resposta ao comentarista e ex-jogador Casagrande, que afirmou que fez um comentário sobre o assunto e ele ganhou corpo com a repercussão com outras pessoas e veículos de comunicação.

"Seu comentário foi muito pessoal, né? Não foi pertinente o comentário. Por mais que você quisesse colocar o Neymar em uma posição de mimado, não era pertinente, você tinha que falar desportivamente. É natural que um filho seja protegido pelos pais. Você mesmo falou o que é a palavra mimado, eu aceito. Se ele é protegido pelos pais, amém. A posição de mimado desportivamente não é nada pertinente. [...] O atleta não é mimado. Não tem treinador passando a mão na cabeça dele. É um dos caras que mais treinam, tem muita responsabilidade profissional, ele está em todos os campeonatos que exigem, não foge de nada. Então a minha resposta... Se eu te falei alguma coisa, desculpa aqui agora, mas não foi pertinente", afirmou Neymar pai.

O empresário fez questão de dizer que não está fazendo com que Neymar viva em uma "bolha". "Não. Estou dando estrutura para ele. Não confunda mimar com estrutura. Não tem escudo. Meu filho joga toda quarta e domingo. Que escudo? Não, ele vive a vida dele, ele está livre. Ele não mora na casa dos pais dele, ele tem a dele, tem os amigos dele", disse.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.