Manu Fernandez/ AP
Manu Fernandez/ AP

Neymar perde pênalti, mas Barcelona ganha e reage no Espanhol

Time catalão perdeu Messi antes dos 10 minutos do primeiro tempo

Estadão Conteúdo

26 de setembro de 2015 | 13h33

O trio de ataque do Barcelona viveu diferentes emoções na vitória sobre o Las Palmas, por 2 a 1, neste sábado, no Camp Nou. Lionel Messi deixou o gramado nos primeiros minutos, machucado. Luis Suárez saiu de campo comemorando seus dois gols. E Neymar, em dia pouco inspirado e de visual novo (de cabelos raspados), perdeu pênalti.

Messi saiu do jogo logo aos 8 minutos após uma dura dividida dentro da área, aos 3. Ele sentiu dores no joelho esquerdo e pediu para sair, preocupando a comissão técnica. Munir entrou em seu lugar. O clube espanhol ainda não se manifestou sobre a gravidade da contusão.

Mesmo sem Messi em campo, o Barcelona não teve maiores problemas para dominar o Las Palmas, principalmente porque Luis Suárez deu conta do recado sozinho no ataque catalão. Aos 24, Munir deu belo passe de calcanhar para Sergi Roberto, que cruzou na área. O atacante uruguaio cabeceou no canto e abriu o placar.

Antes do intervalo, Neymar teve chance de ampliar o marcador. Mas o brasileiro pegou mal na bola, após cruzamento de Suárez, aos 32, e mandou para fora. Foi preciso o uruguaio brilhar de novo no ataque para o Barcelona marcar mais um. Aos 9 do segundo tempo, Munir cruzou e Suárez completou para as redes.

Protagonista do jogo, o uruguaio ainda participou da jogada que gerou a penalidade a favor do Barcelona. Alcaraz acertou a mão na bola dentro da área e o juiz confirmou o pênalti. Na cobrança, Neymar mandou por cima do travessão.

O erro acabou não trazendo maiores consequências ao Barcelona por causa da vantagem no placar, mesmo depois de o rival diminuir o marcador. Aos 43, Viera aproveitou vacilo geral da defesa catalã e bateu da esquerda. A bola desviou em Piqué e enganou o goleiro Ter Stegen.

Com o triunfo, o Barcelona se recuperou da goleada que levou do Celta, por 4 a 1, na quarta-feira. Chegou aos 15 pontos e retomou a liderança da tabela provisoriamente. O Real Madrid, que sustentava a primeira colocação antes do início da rodada, enfrenta o Málaga ainda neste sábado e pode recuperar o primeiro posto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.