Paulo Liebert/Estadão
Paulo Liebert/Estadão

Neymar pode pegar até 15 jogos de gancho por expulsão contra a Ponte

Atacante do Santos será julgado na próxima segunda-feira pelo cartão vermelho que recebeu

O Estado de S.Paulo

20 de fevereiro de 2013 | 15h36

SÃO PAULO - O atacante Neymar vai trocar os gramados pelo banco dos réus no dia 25. Denunciado nesta quarta-feira pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), o craque do Santos será julgado pela expulsão contra a Ponte Preta, no último domingo, e pode pegar até 15 jogos de suspensão.

Neymar levou o cartão vermelho no final do primeiro tempo, após se desentender com Artur, que também foi expulso. O atacante santista foi enquadrado em dois artigos. O mais grave, cuja pena varia de quatro a 12 jogos, é o 254-A, "praticar agressão física durante a partida". Neymar também pode ser punido pelo artigo 250 ("praticar ato desleal ou hostil"), que prevê suspensão de uma a três partidas.

Na súmula do jogo em Campinas, domingo, o árbitro Luis Flávio de Oliveira relatou que Neymar deu "um chute entre as pernas de seu adversário (Artur). Cumpre-me informar que, após ser segurado pelo rosto, (Neymar) desfere dois tapas no braço do adversário."

Após a expulsão, Neymar afirmou que o futebol está "chato demais", que não merecia ter levado o cartão vermelho, e ainda foi defendido por seus companheiros de time.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCNeymar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.