Montagem/Estadão
Montagem/Estadão

Neymar pode quebrar o recorde de gols de Pelé pela seleção, diz Dunga

Craque do Barcelona tem 43 contra 77 do Rei do Futebol

STEVE TONGUE, REUTERS

28 Março 2015 | 16h46

Neymar, que marcou 43 gols com a camisa da seleção brasileira e tem apenas 23 anos, tem totais condições de quebrar o recorde de longa data de Pelé, que fez 77 gols com a camisa do Brasil. É isso o que afirmou o treinador Dunga neste sábado, em Londres, hora antes de enfrentar o Chile em amistoso.

Pelé, considerado o maior jogador de futebol de todos os tempos, ajudou o Brasil a vencer três Copas do Mundo, em 1958 (então com 17 anos, apenas), 1962 e 1970. É esse recorde que Dunga quer, de fato, que Neymar persiga. O atacante do Barcelona disputou apenas a Copa de 2014, em que o Brasil perdeu para a Alemanha por 7 a 1 na semifinal e deu adeus à competição, não sem antes apanhar na Holanda na disputa do terceiro lugar.

"Neymar está indo muito bem e só tende a crescer na carreira", disse o treinador em entrevista coletiva. "Quanto aos gols, eu não acho que será um problema. Mas o recorde que eu realmente quero que ele alcance é o de conquistas do Pelé em Copas do Mundo, que são três."

Dunga comentou ainda sobre a partida amistosa deste domingo, contra a seleção do Chile, no Emirates Stadium, do Arsenal, em Londres, como um reencontro após o jogo das oitavas de final da Copa do Mundo em junho do anos passado. O Brasil ganhou aquele jogo, mas poderia ter dado adeus à Copa após um chute na trave do time chileno.

O Brasil não tem novos problemas de lesão, embora Dunga tenha dito que vá realizar mudanças no time titular em relação à formação que ganhou da França por 3 a 1, quinta-feira, em Paris. David Luiz e o atacante Diego Tardelli não integram a seleção para esta partida, mas os torcedores em Londres terão a chance de ver algumas caras familiares, como o trio do Chelsea formado por Oscar, Willian e Filipe Luís.

O zagueiro Gabriel Paulista pode atuar contra seu companheiro de Arsenal, Alexis Sanchez. Um porta-voz do Arsenal afirmou que todas as 60 mil entradas para a partida estão esgotadas.

Mais conteúdo sobre:
futebol seleção brasileira neymar pelé

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.