Paulo Whitaker/REUTERS
Paulo Whitaker/REUTERS

Neymar precisa ir à Europa para ser o melhor, afirma Joseph Blatter

Segundo o presidente da Fifa, as atenções dos eleitores estão voltadas para as ligas europeias

ALMIR LEITE E PAULO FAVERO, Agência Estado

29 de novembro de 2012 | 10h46

SAÕ PAULO - Neymar vai ter de jogar no futebol europeu se quiser ser eleito um dia o melhor jogador do mundo. Essa é a opinião do presidente da Fifa, Joseph Blatter, que vai participar nesta quinta-feira, às 11 horas, no Anhembi, em São Paulo, do anúncio dos três finalistas à Bola de Ouro desta temporada. O atacante brasileiro do Santos é um dos 23 concorrentes, mas suas chances de ficar entre os três não são consideradas grandes.

Blatter decidiu Neymar como um jogador "extraordinário", mas fez uma ponderação. "O problema é que a maior atenção, quando se trata de futebol, é para as ligas europeias. E quem vota na escolha dos melhores são técnicos e diretores técnicos de associações nacionais e jornalistas, na maioria europeus. Assim, o nome de Neymar nem sempre vem à mente", disse o dirigente.

Para ele, a melhor maneira de um jogador se apresentar à torcida e à crítica é a Copa do Mundo. "O problema é que a Copa só é disputada de quatro em quatro anos. Mesmo quando uma seleção participa das Eliminatórias e da Copa América, no caso do Brasil, não é a mesma coisa. A realidade é que os olhos estão voltados mais para as ligas europeias", afirmou o presidente da Fifa. "Isso é um fato infeliz para um jogador como Neymar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.