Guillaume Horcajuelo / EFE
Guillaume Horcajuelo / EFE

Neymar reclama de cartão que pode tirá-lo da final da Copa da França: 'Estão levando para o pessoal'

Atacante foi punido pelo juiz apenas cinco minutos após entrar em campo, na primeira falta que cometeu

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de maio de 2021 | 22h32

O Paris Saint-Germain sofreu, precisou de pênaltis para eliminar o Montpellier na Copa da França, mas conseguiu a classificação. Neymar, ainda assim, deixou o campo insatisfeito: pode ser que ele seja suspenso por conta de uma puniçao anterior e não possa jogar a decisão, contra um adversário ainda a ser definido. O atacante brasileiro reclamou da punição aplicada pelo juiz da partida nas redes sociais.

"Jogo cinco minutos, faço uma falta e já tomo o amarelo sem pensar. Obrigado por me tirar da final. Acho que estão levando para o pessoal...", criticou o brasileiro em sua conta na rede social Instagram.

Neymar foi expulso contra o Lille, no início de abril, e recebeu três jogos de suspensão, mas um com sursis, ou seja, que não seria aplicado naquele momento. Dessa forma, o brasileiro não pode enfrentar Strasbourg e Saint-Étienne e, caso levasse o amarelo nas próximas partidas, poderia ter que cumprir o terceiro jogo. Esse jogo, agora, pode ser a final da Copa da França.

Nesta quarta, Neymar entrou em campo apenas aos 40 do segundo tempo contra o Montpellier por conta de um resfriado. Aos 45 minutos, levou cartão amarelo por uma falta em Savanier na entrada da área do PSG, que não foi muito violenta. Depois, o atacante brasileiro deu um lindo passe para Icardi, que teve o gol salvo em cima da linha por um zagueiro adversário, e converteu sua cobrança na disputa de pênaltis.

Por conta do terceiro amarelo, Neymar não poderá jogar a decisão da Copa da França - portanto, o PSG contará principalmente com Mbappé no ataque. A outra semifinal será disputada nesta quinta, entre Monaco ou Rumilly Vallières, e a final está marcada para o dia 19 de maio, no Stade de France, o maior do país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.