Charles Platiau/ Reuters
Charles Platiau/ Reuters

Neymar recorre contra suspensão de três partidas imposta pela Uefa

Brasileiro está fora das partidas iniciais da próxima edição da Liga dos Campeões

EFE, O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2019 | 11h01

O atacante Neymar, do Paris Saint-Germain, apresentou um recurso contra a suspensão de três partidas imposta pela Comissão de Disciplina da Uefa, punição recebida por ter insultado a árbitragem que comandou o jogo de volta contra o Manchester United pelas oitavas de final da Liga dos Campeões.

A apresentação do recurso foi noticiada nesta quinta-feira pelo jornal francês L'Équipe, que afirma que o jogador poderá se defender pessoalmente diante da Comissão de Apelação em Nyon, na Suíça. A audiência ainda não tem data marcada.

Lesionado, Neymar ficou fora da partida, mas usou as redes sociais para criticar a arbitragem pelo pênalti marcado contra o PSG nos acréscimos da partida. A cobrança convertida em gol por Marcus Rashford eliminou o time francês do torneio.

Neymar, que tinha assistido à partida nas arquibancadas do estádio Parc des Princes, desceu ao gramado e não escondeu a insatisfação com a eliminação.

Em primeira instância, o jogador foi punido com três partidas por ter escrito nas redes sociais: "Isso é uma vergonha. Ainda colocam quatro caras que não entendem de futebol pra ficar olhando o lance em câmera lenta. Isso não existe. Como o cara vai colocar a mão de costas? Ah vai pra...", publicou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.