Neymar sofre, mostra pontaria e destrói drone com um chute potente

Atacante do Barcelona derruba o aparelho após levar alguns 'dribles'

O Estado de S. Paulo

28 Março 2015 | 17h08

 Neymar olha atentamente seu alvo, respira e chuta. A bola passa raspando. Repete o lance por algumas vezes, mas nada de acertar. São diversas tentativas e, depois de levar muitos dribles, enfim realiza sua missão. Acostumado a colocar a bola nas redes, o atacante do Barcelona levou um baile de um drone na gravação de um comercial. O objetivo era acertar o 'habilidoso' aparelho e ele teve de suar a camisa, mas conseguiu destruir o aparelho numa bomba de pé direito.

Não foi fácil, mas o desafio mais uma vez provou que não há barreiras para Neymar. Acostumado a enfileirar marcadores, ele não se intimidou em ser colocado para dançar por um drone. Fez caretas, chutou para o alto, sem direção e muitas vezes com a bola passando longe.

Bastou trocar os chutes colocados, de chapa, por uma bomba de peito de pé e o atrevido rival acabou em pedaços. A bola não entrou no gol, afinal de contas o drone estava numa altura acima do travessão. Mas Neymar cumpriu a missão e soltou o grito, como a marcação de um gol, e correu para o abraço na gravação de um comercial da Panasonic, uma de suas parceiras.

Mais uma vitória na carreira de Neymar e azar para o dono do drone, que depois de fazer muita graça, ficou com um monte de entulhos para consertar.  

Mais conteúdo sobre:
futebol internacional Neymar Barcelona

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.