Rafael Ribeiro/Divulgação
Rafael Ribeiro/Divulgação

Neymar virá de jatinho da Suécia e entra em campo contra Figueirense

'Ele está desesperado para jogar', disse Luis Alvaro de Oliveira, presidente do clube

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

13 de agosto de 2012 | 19h50

SANTOS - Neymar vai chegar à Florianópolis na madrugada de quinta-feira, descansará durante todo o dia e à noite estará em campo no estádio Orlando Scarpelli para ajudar o Santos a derrotar o Figueirense. A melhor notícia que Muricy Ramalho recebeu desde o empate por 2 a 2 contra o Atlético-GO, sábado no Pacaembu, foi que o presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro decidiu fretar um jatinho para levar o jogador de Estocolmo para a capital catarinense, após o amistoso do Brasil contra a Suécia, quarta-feira.

"Ele (Neymar) está desesperado para enfrentar o Figueirense", revelou presidente santista, ontem, no programa Jogo Aberto, da TV Bandeirantes. O dirigente disse que conversou com Neymar após a derrota brasileira na decisão da medalha de ouro, contra o México, e sentiu que ele ainda abalado e muito triste, como quando brigou com Dorival Júnior. No domingo, o dirigente ligou para o pai de Neymar e ficou sabendo da disposição do ídolo santista de jogar na quinta-feira e então decidiu fretar o jatinho para trazer o craque de volta a tempo de jogar na quinta.

 

Devido a lesões e jogadores convocados, Muricy tem sofrido para montar sua equipe. Porém, esse problema já faz parte do passado. Quinta-feira, o seu time deverá ter os volantes Adriano e Arouca na proteção à zaga; Ganso e Patito Rodriguez na armação das jogadas e a reestreia da dupla Neymar-André no ataque. Devem sobrar Henrique, recuperado de dores no púbis, Miralles, que 'cavou' o pênalti convertido no gol de empate por 2 a 2 contra o Atlético-GO, no Pacaembu, sábado, a promessa Victor Andrade, Leandrinho, que entrou bem no time e o recém-contratado Bill. A tarefa de Muricy será facilitada porque Felipe Anderson, que tem sido o melhor do time ultimamente, vai cumprir suspensão pelo terceiro amarelo.

 

Alegre e brincalhão, Patrício "Patito" Rodrígues, foi apresentado oficialmente, ontem à tarde, na sala de entrevista do CT Rei Pelé. Nem seria preciso. Dois dias antes, o meia-atacante argentino, contratado do Independiente, precisou de apenas 10 minutos para marcar o seu primeiro gol com a camisa santista e passar a ter o nome gritado pelo torcedor. Agora, a expectativa do penúltimo reforço santista é de jogar ao lado do seu ídolo brasileiro, Neymar (o argentino é Riquelme). "Neymar foi um peso importante para eu vir. Agora, espero ter a sorte de ser titular em uma partida com ele. Um jogador de futebol sabe o quanto é difícil fazer o que Neymar faz no gramado. Não tenho dúvida de que ele está entre os cinco melhores do mundo", disse Patito. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.