Nicolás Leoz visita jogador argentino

O zagueiro do Quilmes, Leandro Desábato - preso em São Paulo sob acusação de racismo - recebeu visitas especiais no meio da tarde desta quinta-feira. Estiveram no 34º Distrito Policial, onde o jogador está detido desde a noite de ontem, o presidente da Conmebol, Nicolás Leoz, e o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Marco Polo del Nero. Leoz - que está no Brasil para as comemorações de 93 anos do Santos - disse que só falaria com os jornalistas depois da visita, mas a entidade deverá abrir investigação sobre o caso. Não está descartada a possibilidade de o clube argentino ser punido com rigor. "Este tipo de fato merece o mais forte repúdio do futebol sul-americano. Isso será investigado a fundo e punido", avisou o porta-voz da Conmebol, Nestor Benitez.Marco Polo Del Nero, falou rapidamente com os jornalistas, mas ao contrário do colega, foi categorico. ?Cadeia nele. Está certo. Tem que prender mesmo?, disse o presidente da FPF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.