Nike "usa" a seleção no México

A Nike, patrocinadora da equipe brasileira, está aproveitando a realização do amistoso entre México e Brasil, nesta quarta-feira, para promover a marca no país. A empresa conseguiu unir cerca de 70 pessoas que vivem no México - a maioria de brasileiros - para comparecer ao estádio Jalisco com a camisa da seleção brasileira, além de bumbo, pandeiro e outros instrumentos, e incentivar o time do técnico Emerson Leão. Todos receberam um cachê para isso.A multinacional norte-americana também fez um concurso por meio de emissoras de rádio e televisão e jornais. Os 22 vencedores, todos garotos, ganharam uma camiseta do Brasil, um sombreiro e foram assistir a um treino da seleção. Na tarde de segunda-feira, eles cumprimentaram os jogadores e entregaram um sombreiro para cada um, no estádio Jalisco.Os profissionais de marketing da empresa chamam a atividade de "Meet The Team" e a realizam em diversos países que a seleção brasileira joga, sempre que têm oportunidade. Essa iniciativa tem o objetivo de promover cada vez mais a Nike no país. Ela já é a empresa número 1 em venda de materiais esportivos no México. "O mercado no México é o segundo mais importante da América, perdendo somente para os Estados Unidos", afirmou Fernando Robles, diretor de comunicação da Nike. A companhia tem 43 fábricas espalhadas pelo país. O escritório central se localiza em Guadalajara. A empresa quer, aos poucos, dominar de vez o mercado e investir pesado no esporte, como ocorre nos Estados Unidos. A Nike já patrocina o America e o Pumas, clubes de futebol, além de equipes de basquete e atletas. "Queremos expandir muito nossos negócios", afirmou Robles.Apesar das atividades promovidas pela multinacional, o amistoso desta quarta-feira não tem relação com o contrato com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e não é o considerado ?jogo Nike?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.