Nilmar abandona a concentração do Corinthians em Jarinu

Depois de fazer o seu primeiro coletivo do ano como titular, nesta quinta-feira à noite Nilmar abandonou a concentração do Corinthians. O seu advogado Breno Tannuri foi até Jarinu e simplesmente levou o atacante. Ele o esperava na porta da frente da Chácara Santa Filomena. A alegação: na representação da MSI junto à Fifa não haveria vínculo de Nilmar com o Corinthians. ?Realmente o Nilmar saiu da concentração. Não sabemos que atitude tomar. A nossa diretoria irá se reunir para saber o que fazer?, disse, assustado, o vice-presidente de Comunicação do Corinthians, Flávio Adauto. Tannuri não teve medo de enfrentar Leão e seus seguranças na Chácara Santa Filomena. ?Nilmar estava me esperando com as coisas dele na porta da concentração e simplesmente entrou no carro.? Péssima notícia para Leão, que gostou do desempenho do atacante no coletivo e nem sonhava que poucas horas depois ele abandonaria a concentração pela porta da frente. Sem medo do contra-ataque Tannuri não espera qualquer punição da Justiça em relação a Nilmar. Ele explicou que na semana passada mandou um fax para o presidente Alberto Dualib esperando uma definição sobre o caso, mas não obteve resposta. Ainda segundo o advogado, Nilmar não tem vínculo com o clube, mas tem salários e luvas atrasados a receber. De acordo com o procurador Orlando da Hora, Nilmar estava intranqüilo e decepcionado com o Corinthians. ?Usaram de má fé com o menino. Seguraram na Justiça sabendo que na Fifa essa MSI alegava que não existia contrato. Chegou a hora de a gente fazer o Nilmar parar de sofrer com essa gente. Não vai treinar mais no Corinthians e acabou.? Tannuri, no entanto, garantiu que Nilmar não assinará com nenhum clube até a resolução do caso. A Fifa deve dar parecer sobre a novela nos próximos dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.