Nilton lamenta jogo do Cruzeiro fora do Mineirão

Por causa da Copa do Mundo, o Mineirão está cedido à Fifa. Assim, o Cruzeiro, que já encarou o São Paulo em Uberlândia, por conta da perda de um mando de campo, vai voltar ao Parque do Sabiá para receber o Flamengo, neste domingo. De acordo com o volante Nilton, o time sente a diferença ao atuar fora do seu estádio.

AE, Agência Estado

29 de maio de 2014 | 20h21

"Como eu gosto de falar, o Mineirão é a Toca III", comentou o jogador, em referência ao nome dos centros de treinamento do clube. "Nossa equipe, quando se trata de jogar lá, sempre se mostra mais forte. O jogadores já conhecem os atalhos do campo e as equipes adversárias sentem um pouco a pressão. Essa saída da nossa casa é um pouco ruim, não nos favorece", aponta.

Na opinião de Nilton, outra pedra no caminho do Cruzeiro neste Brasileirão é o fato de ser o atual campeão nacional, o que faz com que os adversários passem a olhar o time mineiro de outra forma.

"É claro que este ano as equipes estudam mais o nosso time pelo que demonstramos ano passado. Agora temos o Flamengo no domingo e vamos buscar manter a ponta da tabela", disse o volante. Na quarta, o Cruzeiro foi batido pelo Corinthians, no Canindé, pela oitava rodada, por 1 a 0.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.