Ninguém aprova a bola prateada

A bola prateada com detalhes azuis que a Federação Paulista de Futebol escolheu para os jogos do Superpaulistão não agradou. Os jogadores, principalmente os goleiros, acharam terrível a experiência que tiveram nesta quinta-feira à noite. Doni, do Corinthians, disse que a bola é perteita. ?Mas só tem um problema: não dá para enxergar.? Ver a bola durante o jogo foi um drama também para Roger, goleiro do São Paulo. Nesta quinta-feira, ele protestou e disse que a federação deveria pensar mais nos atletas antes de decidir por mudanças. ?Impossível jogar com essa bola?, disse. ?Eles fazem tudo para prejudicar os goleiros, que acabam os jogos como os vilões.? O São Paulo está treinando para a final do torneio com a mesma bola. Isso para que os jogadores se acostumem com possíveis diferenças na hora de passes e chutes. Para o narrador da Rede Record, Nivaldo Prieto, o problema durante a partida eram os tiros de meta e os cruzamentos na área. Ao ser erguida, a bola não não tinha contraste com as arquibancadas e a torcida. ?No trajeto da bola, você a perde.? Na primeira rodada das semifinais, os jogos foram à tarde e ele afirma ter tido dificuldade menor. ?É menos complicado.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.