Ninguém tem moleza no Corinthians

Se os jogadores do Corinthians esperavam descansar em Porto Feliz (SP), se deram mal. O técnico Tite está utilizando a semana de intertemporada para ensinar os fundamentos do esporte à sua equipe e assim aprimorar na marra o poder de conclusão dos atletas. E haja suor para atingir o resultado esperado por ele.O atacante Alberto, o mais exigido, deve ter se sentido nesta quarta-feira como um novato, aluno de escolinha de futebol. "Vai Alberto, pega a trajetória da bola, se concentra e vai", gritou Tite logo no início do treinamento. Coelho ou Renato cruzavam, uma linha de cinco jogadores tentavam o gol e Tite reclamava - ou, na menor parte das vezes, elogiava. E a cada novo erro dá-lhe repreensão ao atacante titular: "Se tu ficares inibido, sem saber se vais ou não no lance, ou se ficares preocupado por tirar a bola do outro, não dá certo. Se atrapalhar o companheiro, tudo bem, mas acredite na jogada", enfatizou.Até na hora de se dirigir a outro atleta, Tite cutucava Alberto. Em determinado momento, Coelho deu o passe, a bola atravessou toda a área e Gil tocou para dentro, sem chance para Fábio Costa. "Parabéns Gil, não desista nunca. Mas acho que a bola não era sua", disse o técnico gaúcho. "Era do Anderson ou do Alberto", concluiu.Porém, seria injusto dizer que apenas um jogador foi cobrado ontem por Tite. Um exemplo: bola alçada, Fábio Costa rebate e, pouco antes de Fabinho dominar próximo à entrada da área, vem o grito do treinador. "Domina e chuta, domina e chuta!" O atleta, no entanto, mau aluno, no primeiro toca perdeu o controle da bola, com a perna esquerda ajeitou e só então finalizou. "Não pode, não pode. Tu tens de ser rápido. Não pode dar tempo para o zagueiro chegar. Domina e bate, pôxa", reclamou Tite.Os jogadores receberam bem a cobrança. "Pode parecer o be-a-bá do futebol, mas é importante. Eu mesmo não tinha treino específico de bola parada há um bom tempo no exterior", afirmou Alberto. "A gente só aprimora uma qualidade com repetição, e este é o maior mérito do trabalho que está sendo feito pelo Tite", disse Filipe Alvim, provável volante (no lugar de Wendel) contra o Coritiba, sábado, no Pacaembu.Outra mudança em relação à ultima partida, no empate com o Santos, por 1 a 1, deve ser a entrada de Rosinei no lugar de Fábio Baiano, suspenso com três cartões amarelos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.