Peter Byrne/AP
Peter Byrne/AP

No adeus à torcida no Inglês, Everton vence e segue na briga pela Liga Europa

Equipe do brasileiro Richarlison soma 53 pontos e ocupa o oitavo lugar

Redação, Estadão Conteúdo

03 de maio de 2019 | 18h43

Em sua última partida como mandante neste Campeonato Inglês, o Everton venceu o Burnley por 2 a 0, nesta sexta-feira, em Liverpool, na abertura da penúltima rodada da competição. Com o resultado, a equipe alcançou os 53 pontos e se garantiu oitava colocação e manteve a sua esperança de conquistar uma vaga na Liga Europa.

Embora o Manchester United já tenha 65 pontos na sexta posição, último posto da zona de classificação ao torneio continental, existe a possibilidade de o sétimo lugar da tabela, hoje ocupado pelo Wolverhampton, com 54 pontos, valer a entrada em uma fase preliminar ao estágio de grupos da Liga Europa.

Isso dependerá do que ocorrer na decisão da Copa da Inglaterra, que envolve o Manchester City, atual líder do Inglês, e o Watford, no próximo dia 18. Caso a equipe de Guardiola fique com a taça de campeão, que garante classificação à competição europeia, o sétimo colocado do Inglês jogará esta fase preliminar da Liga Europa.

Já o Burnley permaneceu com 40 pontos, em 15º lugar, mas está livre do perigo do rebaixamento, pois a sua vantagem ao Cardiff, time que hoje encabeça a zona de descenso da tabela, em 18º, com 31, já não pode alcançá-lo nas duas rodadas finais.

No duelo desta sexta-feira, a iniciativa foi toda do Everton no primeiro tempo, com destaque para a boa atuação do brasileiro Bernard, sempre com grande movimentação, admirada pela torcida. Como as jogadas aéreas não davam resultado, diante da bem postada zaga do Burnley, o time de Liverpool passou a arriscar em chutes de longa distância. E a estratégia deu certo.

Aos 17 minutos, Richarlison chutou forte da intermediária. A bola desviou em Ben Mee e enganou o goleiro Heaton. Três minutos depois, Heaton fez grande defesa, mas Seamus Coleman aproveitou o rebote para ampliar.

O Burnley insistiu nos cruzamentos na área e chegou a marcar com Barnes, mas o camisa 10 estava em posição de impedimento. Este foi um dos únicos momentos em que o goleiro Pickford, da seleção inglesa, precisou trabalhar para tentar evitar um gol do rival.

No segundo tempo, o Everton atuou os primeiros 20 minutos no contra-ataque e viu Barnes e Wood terem chances de diminuir a vantagem. O esforço causou cansaço no time visitante, que voltou a perder o comando do jogo na parte final.

Destaque para Ademola Lookman, de 21 anos, que substituiu Bernard, aos 28 minutos. O jovem atacante imprimiu forte ritmo e chegou a acertar um belo chute no travessão, aos 42 minutos, e finalizar com perigo, aos 46.

Na rodada final do Campeonato Inglês, no próximo dia 12, o Everton enfrentará o Tottenham, em Londres, enquanto o Burnley atuará em casa diante do Arsenal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.