Divulgação
Divulgação

No Atlético-PR, Adriano promete volta gradual ao futebol

Atacante não atua profissionalmente desde março de 2012, quando estava no Corinthians

Agência Estado

11 de fevereiro de 2014 | 15h25

CURITIBA - O torcedor do Atlético Paranaense não deve esperar ver Adriano como titular na Libertadores tão cedo. Anunciado como reforço do clube rubro-negro nesta terça-feira, a centroavante afirmou, em entrevista ao site oficial do Atlético, que sonha com o título continental, mas que quer voltar gradualmente ao futebol.

"Agora quero pegar ritmo de jogo e esperar a oportunidade de entrar no segundo tempo das partidas para depois competir com os jogadores pela titularidade", afirmou Adriano, garantindo também que mira vencer a Libertadores: "É o único título que não tenho e quero ajudar o Atlético a conquistar". Por clubes, já venceu o Carioca, o Brasileiro, o Italiano e a Copa da Itália.

O "Imperador" estava treinando no CT do Caju, casa do Atlético-PR, desde dezembro, inicialmente para recuperar a forma física. Mas ele conseguiu mostrar empenho para convencer a diretoria a contratá-lo de forma definitiva às vésperas do fechamento da lista de inscritos para a Libertadores.

"Estou muito feliz de assinar o contrato com o Atlético Paranaense. É muito gratificante, depois de tanto trabalho e dedicação durante os treinos. Hoje eu tenho a oportunidade de voltar ao futebol no Atlético", celebrou ele. "O time estava ansioso para que eu assinasse o contrato aqui, isso é muito importante, pois a equipe vem me apoiando muito nessa caminhada. É um grupo maravilhoso, unido e fechado", completou.

Adriano não disputa uma partida oficial desde março de 2012, quando estava no Corinthians, que posteriormente rescindiu o seu contrato. No mesmo ano, o atacante tentou retornar ao futebol pelo Flamengo, mas precisou passar por uma cirurgia no pé esquerdo e depois acabou sendo dispensado em razão das seguidas faltas ao clube.

Agora no Atlético-PR e de contrato assinado, Adriano tentará retomar uma carreira que inclui a participação em uma Copa do Mundo, a de 2006, e passagens por Flamengo, São Paulo e Corinthians, no futebol brasileiro, e também Inter de Milão, Fiorentina, Parma e Roma, na Itália.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAdrianoAtlético-PRImperador

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.