Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

No Bota, Bebeto ainda reclama do juiz

O presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas, continuava muito irritado nesta segunda-feira com a atuação do árbitro Antonio Hora Filho no jogo com o Marília, domingo, em Niterói. Chegou a dizer que não enviaria nenhuma representação à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por considerar que a iniciativa não seria eficaz. Esqueceu-se de falar sobre a sua invasão de campo no final da partida, o que deve resultar em sua suspensão. Assim que Hora Filho encerrou o jogo, Bebeto correu ao seu encontro de forma agressiva e protestou com veemência contra a arbitragem. O dirigente teve de ser contido. O empate por 2 a 2 tirou o Botafogo da liderança. O clube carioca teve dois pênaltis a seu favor, mas reclamou do pouco tempo de acréscimo na etapa final.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.