Reprodução Instagram
Reprodução Instagram

No Brasileirão, São Paulo estreia patrocinador que foi vetado durante o Paulistão

Empresa AOC, que fabrica televisores e monitores, estampou marca no uniforme da arbitragem no Paulistão

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

25 de abril de 2019 | 16h21

O São Paulo vai estrear um novo patrocinador na primeira partida do Campeonato Brasileiro, neste sábado, diante do Botafogo, no estádio do Morumbi, na capital. A empresa AOC, que fabrica televisores e monitores, estampará a sua marca na área frontal da camisa do clube do Morumbi. Os valores do patrocínio, válido por um ano, não foram divulgados.

O patrocínio deveria ter sido apresentado no uniforme durante o Campeonato Paulista. O clube decidiu adiar a apresentação, pois o patrocinador também estampava a sua marca nas camisas da arbitragem do torneio estadual.

No final do ano passado, a AOC fechou contrato para em 2019 estar presente na parte das costas da camisa dos árbitros em todos os torneios organizados pela Federação Paulista de Futebol (Séries A1, A2, A3, Copa Paulista e Segunda Divisão). Além dela, outras duas empresas também patrocinaram o uniforme: OdontoCompany (presente na parte frontal da camisa) e Sky (nas mangas).

Em 2015, um patrocínio da Crefisa à arbitragem no Paulistão gerou polêmica na reta final. A empresa já era parceira do Palmeiras e chegou a um acordo com a FPF para patrocinar os árbitros na fase de mata-mata.

A Fifa, na época, recomendou que a entidade paulista abrisse mão do patrocínio. Segundo o órgão que rege o futebol no mundo, os árbitros podem ter patrocínio nos uniformes desde que não exista conflito de interesses.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.