Letícia Martins/Guarani Futebol Clube
Letícia Martins/Guarani Futebol Clube

No Brinco de Ouro, Guarani supera Vitória e desencanta na Série B

De virada, time de Campinas vence por 3 a 2 e conquista sua primeira vitória na competição

Redação, Estadão Conteúdo

13 de maio de 2019 | 23h02

Sem contar com o técnico Vinícius Eutrópio, expulso na última partida, o Guarani desencantou na Série B do Campeonato Brasileiro ao derrotar o Vitória de virada pelo placar de 3 a 2, em partida realizada na noite desta segunda-feira, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, pelo encerramento da terceira rodada.

Com o resultado, o Guarani ganhou nove posições na tabela e terminou a rodada em oitava, com quatro pontos, contra três do Vitória, que ficou na 12ª colocação. O dia marcou o aniversário de 120 anos da equipe baiana.

O início emocionante deu indícios de que Guarani e Vitória fariam um jogo franco, mas não foi o que aconteceu. Os times erraram muito, protagonizaram poucos lances de perigo e os gols saíram apenas em erros das defesas. A primeira oportunidade foi da equipe campineira no minuto inicial. Em cobrança de falta de Arthur, Ferreira cabeceou para defesa de Caíque.

O Vitória chegou com perigo com Felipe Garcia e Neto Baiano. E foi com o camisa 9 que o clube rubro-negro abriu o marcador. Giovanni cobrou tiro de meta para Xandão. O zagueiro se atrapalhou e cedeu a bola para Felipe Garcia. A bola rebate e sobra para o artilheiro, que só teve o trabalho de empurrar para o gol.

O empate do Guarani veio aos 34 minutos. Lenon cruzou, Caíque saiu para fazer a defesa, mas deixou a bola escapar entre seus dedos. Ela acabou batendo em Diego Cardoso e acabou no fundo das redes. A partir daí o jogo caiu muito de produção. Em uma das poucas chances, Everton Sena cabeceou com perigo, rente à trave.

No segundo tempo, o time campineiro voltou melhor e chegou com perigo logo aos três minutos. Ricardinho arriscou de fora da área, mas parou na defesa do goleiro Caíque. Aos sete, não teve jeito. Inácio passou por Matheus Rocha e cruzou. Mateusinho aproveitou um desvio de Capa para fazer o segundo do Guarani.

E o terceiro saiu logo na sequência. Aos nove minutos, após Mateusinho perder chance incrível dentro da área, a bola ficou com Ricardinho. Ele ajeitou para Arthur. O meia chutou e contou com um desvio na defesa do Vitória para superar o goleiro Caíque.

Após o gol, o Guarani administrou o resultado, mas acabou levando um susto aos 44 minutos. Nickson cruzou na cabeça de Éverton Sena. O zagueiro diminuiu, mas foi pouco para evitar a derrota em Campinas.

Na próxima rodada, o Vitória enfrenta o São Bento no sábado, às 16h30, no Estádio Barradão, em Salvador (BA). No mesmo dia e horário, o Guarani visita o Paraná, no Durival de Britto, em Curitiba (PR).

FICHA TÉCNICA:

GUARANI 3 x 2 VITÓRIA

GUARANI - Giovanni; Lenon, Ferreira, Xandão e Inácio; Deivid, Ricardinho e Arthur; Mateusinho (Deivid Souza), Diego Cardoso (Renan) e Éder Luis (Felipe Amorim). Técnico: Evandro Guimarães (auxiliar).

VITÓRIA - Caíque; Matheus Rocha, Victor Ramons, Everton Sena e Capa; Léo Gomes (Rodrigo Andrade), Gabriel Bispo e Andrigo (Nickson); Ruan Potó, Neto Baiano e Felipe Garcia (Ítalo). Técnico: Cláudio Tencati.

GOLS - Neto Baiano, aos 29, e Diego Cardoso, aos 34 minutos do primeiro tempo. Mateusinho, aos sete, Arthur, aos nove, e Éverton Sena, aos 44 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Arthur, Deivid Souza e Ferreira (Guarani); Nickson e Ruan Potó (Vitória).

ÁRBITRO - Felipe Fernandes de Lima (MG).

RENDA - R$ 43.562,00.

PÚBLICO - 3.508 pagantes.

LOCAL - Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.