No Canindé, Lusa bate São Caetano

A Portuguesa teve uma estréia positiva dentro do Torneio Rio-São Paulo, ao vencer o São Caetano, por 2 a 0, neste domingo à tarde, no Estádio do Canindé, em São Paulo. Os gols foram marcados pelos seus dois principais atacantes: o estreante Sinval e o artilheiro Ricardo Oliveira. A Lusa teve sua missão facilitada ao abrir o placar logo no começo do jogo, aos dois minutos, quando o estreante Sinval aproveitou o cruzamento do lado esquerdo para tocar de cabeça. Ele ainda teve que se abaixar para completar para as redes de Sílvio Luis. Mas o jogo foi bastante equilibrado. O São Caetano reclamou muito da anulação de um gol de Anaílson, aos 23 minutos do primeiro tempo, e de um possível pênalti sofrido pelo atacante Somália, no segundo tempo. Além disso, o São Caetano ficou com dez jogadores a partir dos 25 minutos do segundo tempo, quando o goleiro Silvio Luis foi expulso por sair com as mãos fora da grande área. As três substituições já tinham sido processadas e o meia Márcio Griggio acabou sendo improvisado como goleiro. E sofreu seu primeiro gol na carreira, marcado pelo artilheiro Ricardo Oliveira aos 40 minutos.

Agencia Estado,

20 de janeiro de 2002 | 19h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.