Anderson Rodrigues/ Onipresença
Anderson Rodrigues/ Onipresença

No centenário do Dérbi, Corinthians e Palmeiras avançam para as telas do cinema em Barcelona

Curta-metragem baseado em 8 mil fotos será exibido entre os dias 16 e 26 de março

Andreza Galdeano, O Estado de S.Paulo

22 Fevereiro 2017 | 07h00

O maior clássico do mundo, como estará estampado no uniforme de Corinthians e Palmeiras nesta quarta-feira, completa 100 anos em 2017. A primeira vez que a bola rolou para os rivais foi em 6 de maio de 1917. Em Itaquera, a história continua pela quinta rodada do Campeonato Paulista.

No ano do centenário do Dérbi, os clubes serão retratados no curta-metragem Onipresença. Baseado em 8 mil fotografias de 14 profissionais, além do autor Anderson Rodrigues, a obra será exibida nas telas de Barcelona, entre os dias 16 e 26 de março, no Offside Fest, um dos principais eventos de cinema de futebol do mundo. No ano passado, o filme foi exibido em Israel (Jerusalém), Estados Unidos (Chicago), Brasil (São Paulo, no Museu do Futebol, e Três Passos), Uruguai (Punta del Este) e Colômbia (Buga). 

 

As sequências fotográficas que se aproximam do vídeo, com a trilha sonora que mistura samba com rock metal, do músico Alexandre de Orio, em nada deixam a desejar quando o assunto é mostrar tudo o que aconteceu na partida do dia 31 de maio de 2015, na Arena do Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o Palmeiras venceu por 2 a 0, resultado que não anima alguns torcedores, mas Anderson Rodrigues defende: "Algumas pessoas disseram que teria sido perfeito se o Corinthians tivesse ganho por ter mais torcida e repercussão. Discordo. A vitória do Palmeiras na Arena se encaixou na proposta intrigante que eu buscava".

O Estado conversou com Anderson, que explica o início do projeto e os motivos pela escolha de Corinthians e Palmeiras. Confira:

Como surgiu a ideia do curta-metragem ?

Tudo começou na pós-graduação em Fotografia. Na época, atuava como repórter fotográfico em Esportes. No cotidiano da profissão e com os estudos, algumas situações me instigavam, incomodavam. Entre elas, a quantidade de imagens que produzimos e como somos bombardeados. Naquele momento precisava fazer um projeto e optei pelo futebol porque ele se enquadrava em todas estas discussões. É um espetáculo, um teatro real para o brasileiro, na qual a produção fotográfica é potente e com um mesmo foco: o jogo.

Por que você escolheu o clássico entre Corinthians e Palmeiras?

É um dos clássicos mais importantes do mundo. Este ano completará 100 anos. E, por sorte, ocorreu logo após a maturação do projeto. Dentro deste planejamento, era narrativa incrível, com muita rivalidade em jogo, 30 repórteres fotográficos em campo, numa partida entre o campeão brasileiro recebendo o time que depois seria campeão da Copa do Brasil. Sabia que teria apenas uma oportunidade para reunir todo material, mas não imaginava ainda qual roteiro seria em campo e no filme.

Como foram feitas as seleções das 8 mil fotografias?

Não entrei em contato previamente com os repórteres fotográficos pois não queria mudar a dinâmica. Antes, durante e após o jogo falei com todos. As apropriações foram logo após a partida. Não queria imagens depois, tratadas ou editadas tendo o filme como finalidade. Todo material bruto seria transformado numa obra, sem o caráter jornalístico e estético do mercado. Meu primeiro passo foi colocar todas as fotos em uma pasta, renomear e buscar um tratamento nas imagens único, algo que desse a impressão de um olhar onipresente, mas vindo de diversos ângulos. As fotos ficaram sem ordem cronológica e a montagem foi “manual” após a definição do roteiro que foi traçado de acordo com lances e momentos nos quais todos os fotógrafos registraram (gols, faltas, discussões, torcida) e, obviamente, com imagens ou momentos que considerava crucial para transmitir mensagens, embates.

Existe algum outro projeto em mente?

O curta-metragem começou como um projeto para pós-graduação e uma excelente oportunidade de “conversar” com o cinema. Após este longo processo, agora pretendo me dedicar aos trabalhos em fotografia.

ONIPRESENÇA (TRAILER) from Anderson Rodrigues on Vimeo.

 

Mais conteúdo sobre:
FutebolCorinthiansPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.