Carlos Gregório Jr. / vasco.com.br
Carlos Gregório Jr. / vasco.com.br

No Chile, Vasco entra em campo pela Copa Libertadores após seis anos de ausência

Adversário será o Universidad de Concepción, que conta com Santiago Silva e Pineda, carrasco do time carioca na Copa do Brasil 2016

Estadão Conteúdo

31 Janeiro 2018 | 07h50

O Vasco enfim vai voltar a sentir a atmosfera de uma Copa Libertadores. Depois de seis anos sem disputar o torneio continental, o time carioca vai campo às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira para enfrentar o Universidad Concepción, do Chile, pela rodada de ida da segunda fase eliminatória, no estádio Municipal de Concepción, casa do adversário. Nenhum dos dois precisou disputar a primeira fase.

+ Eurico Miranda é eleito presidente do Conselho dos Beneméritos do Vasco

+ Evander celebra camisa 10 no Vasco e vê 'sonho realizado' na Libertadores

A última participação do Vasco na competição foi em 2012, ano no qual foi eliminado pelo campeão Corinthians, nas quartas de final. O final do jejum veio com a sexta colocação no Campeonato Brasileiro do ano passado. O rival chileno, por sua vez, disputou a competição pela última e única vez em 2004. Fundado em 1994, o clube vai para a sua segunda participação.

O Vasco iniciou os treinamentos na última segunda-feira, já em Santiago, capital chilena. O técnico Zé Ricardo já não conta mais com o meia Nenê, negociado com o São Paulo, e com o volante argentino Damián Escudero, que rescindiu com o clube na Justiça por conta de salários atrasados. Outras baixas são o zagueiro Breno, o lateral-esquerdo Ramon, o volante Marcelo Mattos e o atacante Kevin, todos lesionados.

A tendência é que o treinador mande a campo o mesmo time que empatou sem gols no clássico contra o Flamengo no final de semana, conforme indicado nos treinamentos. "Nosso jogo já começou desde a viagem, desde que acabou o clássico contra o Flamengo", afirmou o zagueiro Erazo.

Na véspera do duelo contra os vascaínos, o Universidad Concepción apresentou seis reforços para a temporada. Entre eles está o atacante Pineda, que atuou no Vitória no ano passado e eliminou o Vasco na terceira fase da Copa do Brasil. "Estamos trabalhando todos os dias para este jogo. Foi muito difícil eliminá-los (na Copa do Brasil). Não creio que será fácil agora", disse o chileno.

Apesar da experiência em terras brasileiras, o carrasco não deve começar jogando, mas está à disposição. Entre os reforços, apenas o volante Figueroa não deve ser relacionado. O meia Morales começa como titular, enquanto que o zagueiro Martinéz, o volante Albarzua e o atacante Santiago Silva ficam no banco de reservas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.